Investigados pela morte de Marielle são descartados da investigação por estarem matando outra pessoa na hora do crime

Delegado diz que Escritório do Crime não foi responsável pela morte da vereadora Marielle Franco

Segundo Daniel Rosa, não há comprovação de que Ronnie Lessa, preso por participação na morte da vereadora, tenha integrado a organização criminosa que é alvo da Operação Tânatos nesta terça-feira.

O responsável pela investigação da morte da vereadora Marielle Franco, delegado Daniel Rosa, afirmou, na manhã desta terça-feira (30), que o grupo denominado Escritório do Crime não tem ligação com a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.
O PM reformado Ronnie Lessa foi preso há mais de um ano por suspeita de participação no crime. Em março deste ano, a Justiça determinou que Ronnie e o ex-PM Élcio Queiroz sejam julgados por júri popular pelas mortes de Marielle e Anderson.

Na manhã desta terça-feira (30), a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) iniciaram a Operação Tânatos, contra denunciados por chefiar o Escritório do Crime. O grupo, formado por policiais, ex-policiais e milicianos, é investigado por uma série de execuções.

Segundo o delegado, o grupo começou a ser investigado a partir do depoimento de Orlando Curicica, preso por suspeita de participação na morte da vereadora e de Anderson. No entanto, até hoje não ficou comprovada a ligação do grupo com o crime.

“Inicialmente, essa foi uma das linhas de investigação. Essas pessoas foram investigadas, e concluiu-se que elas estavam no momento da execução da vereadora, elas estavam no restaurante aqui na Barra da Tijuca matando o Marcelo Diotti. Então, em razão desse confronto de horários e de datas, foi possível, após uma investigação profunda, esclarecer que eles não participaram do homicídio da vereadora Marielle”, garantiu Rosa.

Fonte: G1

matando outra pessoa

O plano de matar outra pessoa na hora do crime deu certo

Morta

o rio de janeiro continua lindoooo

12 Curtidas

ai gente…

kkkkk

O ÁLIBI

eu só não entendi a conclusão do delegado como se o escritório do crime fosse composto só por 2 pessoas

eles não podem cometer 2 crimes na mesma noite?

11 Curtidas

aquele abraço

1 Curtida

Todos os assassinos envolvidos são policiais do Rio.
Agora porque a família e equipe de Marielle brigam pra essa mesma polícia investigar o caso o não deixar a Federal pegar?

também não entendo
já fui atrás de ler a justificativa deles mas não fez muito sentido pra mim, tanto que nem lembro qual é mais

1 Curtida

álibi fortíssimo

1 Curtida

Muito estranho isso

1 Curtida

1 Curtida

o álibi perfeito

perfeito ate demais

Assistindo A Favorita, Dodi e Flora armaram o sequestro da filha Lara com a propria Flora. O alibi do Dodi tmabém era perfeito. Depois de sequestrar a garota e deixar nas maos dos sequestradores, criou uma briga de transito e agrediu um policial. Foi parar na cadeia e ficou 72h preso, o alibi perfeito por estar com a policia.

6 Curtidas

meu deus

Icônico

Isso é puro suco de Rio de Janeiro