Julgamento que pode deixar Bolsonaro inelegível será retomado nesta terça-feira

Nesta terça-feira (27) será retomado o julgamento que pode tirar o ex-presidente Jair Bolsonaro do jogo eleitoral pelos próximos 8 anos. Em Brasília a condenação de Bolsonaro é dada como certa.

O ex-presidente está sendo acusado de usar o poder político para atacar o sistema eleitoral e a democracia brasileira perante o mundo, em uma reunião com embaixadores de outros países. Ele diz que fez apenas críticas às urnas eletrônicas.

"O que nós não podemos aceitar, passivamente no Brasil, é que possíveis críticas ou sugestões de aperfeiçoamento do sistema eleitoral seja tido como ataque à democracia”, disse.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes, reservou três dias para julgar a ação contra o ex-presidente. Na primeira sessão, quinta-feira (22) passada, o relator, ministro Benedito Gonçalves, leu o resumo do processo. O julgamento será retomado na noite de amanhã e se precisar continua na quinta-feira (29).

O próximo passo é a leitura do voto do relator, que tem mais de 300 páginas. Depois, começam os votos dos outros seis ministros. Caso um deles apresente um pedido de vista, ou seja, mais tempo para analisar o processo, o julgamento pode atrasar até 60 dias. Então, Bolsonaro deve ser julgado no máximo até o fim de agosto.

Caso seja condenado, o ex-presidente fica impedido de concorrer a cargo público até 2030.

esse homem é uma mancha na historia da politica Brasileira
espero que nunca mais volte a nos atormentar