Leandro Lima fala sobre cenas quentes de Marino e Graça em 'Terra e paixão': 'Agatha faz fluir muito bem'

O coração de Marino pulsa por Lucinda (Débora Falabella), mas é com Graça (Agatha Moreira) que o delegado interpretado por Leandro Lima tem protagonizado cenas picantes em “Terra e paixão’’. Além de cobiçar e de se envolver com mulheres comprometidas, o cara também bota em dúvida sua índole ao passar pano para as maldades de Antônio La Selva (Tony Ramos). O ator já desistiu de tentar justificar todas as atitudes do rapaz e acredita que, lá na frente, tudo vai fazer sentido.

— Tem coisas do Marino que são muito contraditórias, mas a verdade é que todos nós somos. Parto do princípio de que ele é bem-intencionado, mas, como estamos falando de Walcyr Carrasco (autor da história), tudo pode acontecer — diz o ator, de 41 anos.

Leandro Lima como Marino em 'Terra e paixão' — Foto: Globo/Fábio Rocha

Leandro Lima como Marino em ‘Terra e paixão’ — Foto: Globo/Fábio Rocha

A vida amorosa controversa do personagem já divide torcidas. Há aqueles que preferem ver o delegado ao lado de Lucinda, e outros que curtem a química entre o delegado e a dona da boutique. A relação com a patricinha, que nasceu de uma armação da jovem para conseguir engravidar, provoca cenas quentes na novela.

— O legal é que Marino meio que se confidencia com ela. “A gente tem isso aqui, mas eu sou apaixonado por outra mulher, você me dá algum conselho?” — destaca o intérprete, que se sente confortável nas sequências ao lado de Agatha: — Sou amigo do Rodrigo Simas (namorado da atriz), então nos aproximamos mais por causa dele. Cena de intimidade é sempre um pouco delicado e, às vezes, não temos tempo de ter aproximação. Mas a Agatha faz fluir muito bem. Tive uma conversa breve com ela, que se mostrou aberta. Tem sido leve fazer as cenas. Brinquei que ela tem uma pós-graduação em cenas íntimas por causa de “Verdades secretas”. E eu também fiz um filme em dezembro, com a Giovanna Lancellotti, que tinha muitas assim . Até usei um pouco do que aprendi. A direção é cuidadosa, tem uns planos bonitos. Ainda temos pela frente umas situações lindas e divertidas.

Apesar do bom entrosamento com a colega de cena e da ótima repercussão, Leandro assume que ele e sua mulher, Flávia Lucini, com quem ele tem um relacionamento há 11 anos, são do time que torce por um romance do policial com a funcionária da cooperativa da cidade.

— Lucinda tem seus valores, mas de tanto Marino insistir e ser gentil, ela começa a ceder um pouco. No mínimo, vai surgir uma amizade boa dali, mas tenho sentido uma tendência (a uma proximidade). Lucinda está mais aberta — opina o ator, que já imagina até um fim para os dois juntos, derrotando Antônio La Selva: — Ele podia reunir provas contra o vilão. E Lucinda também tem dados na cooperativa que o comprometem. Os dois ficarem juntos conseguindo derrotá-lo seria maravilhoso!

Leandro Lima como Marino e Débora Falabella como Lucinda de 'Terra e paixão' — Foto: Globo/Fábio Rocha

Leandro Lima como Marino e Débora Falabella como Lucinda de ‘Terra e paixão’ — Foto: Globo/Fábio Rocha

Os memes sobre a vida amorosa do personagem pipocam também, e Leandro dá risada:

— Já recebi algumas brincadeiras. Lucinda é casada, Graça é noiva… Marino não vai nas disponíveis? Parece que gosta de coisa complicada (risos).

Em casa, é um pai zeloso

Sempre que acaba de gravar suas cenas em “Terra e paixão”, Leandro faz questão de ir logo para casa, e o motivo tem apenas um aninho de idade: Toni. O filho caçula do ator nasceu dentro de um carro, a caminho do hospital.

— Gosto de encontrar os amigos, sair. Mas hoje em dia, volto correndo. Sinto saudade do Toni até quando ele dorme. Apesar de ele já ter viajado bastante com 1 ano de idade nos acompanhando em trabalhos (o bebê já tem até passaporte italiano), nós vivíamos em São Paulo e agora acho que o Rio está fazendo muito bem a ele. Meu filho adora passear, damos volta de bicicleta, ele brinca na areia, vai ao parquinho… — detalha o pai, elogiando sua parceira e mãe do pequeno: — Fico feliz que Flávia esteja fazendo esse esforço de estar sempre no Rio, apesar dos compromissos dela em São Paulo.

Leandro Lima, a mulher e o filho Toni — Foto: Reprodução

Leandro Lima, a mulher e o filho Toni — Foto: Reprodução

Além de Toni, o artista é pai de Giulia, de 23 anos. O ator se derrete ao falar da primogênita, sem esconder seu orgulhoso e a preocupação:

— Ela é muito inteligente. Quando veio morar comigo tinha 15 anos e fiquei preocupado sobre como ela se formaria enquanto pessoa. Hoje, se mostra uma mulher muito decidida, com personalidade marcante. Faz as escolhas dela e banca. Isso me dá muito orgulho. É talentosa com música, com arte, com as palavras. Tem horas que é difícil argumentar com ela porque a bichinha é danada. Às vezes, acho que sou um pai chato. Fico cobrando coisas, quero saber o que está acontecendo, com quem vai fazer algo. É mais no âmbito de vida mesmo. Ciúme não tenho tanto, não. Só preocupação com as decisões dela.

Leandro Lima e a filha, Giulia — Foto: Reprodução

Leandro Lima e a filha, Giulia — Foto: Reprodução