LEMBRA DELES?: Por onde andam cinco atores de Cabocla que sumiram das novelas da Globo?

O remake de Cabocla, novela das seis exibida em 2004, é a estreia da semana no Globoplay, e fãs poderão rever atores que estão no elenco da trama mas não têm aparecido nos folhetins mais recentes da Globo. Alguns já têm seus próximos trabalhos na emissora definidos, enquanto outros têm batido ponto em concorrentes.

Daniel de Oliveira fez o papel do mocinho de Cabocla, Luís Jerônimo. Ele continuou em alta na Globo e atuou em várias outras produções. Longe das novelas desde 2017, o ator será visto em breve na série Onde Está Meu Coração, do Globoplay.

Já Aisha Jambo, que viveu a jovem Ritinha em Cabocla, tem trabalhado fora da Globo há dez anos. Ela gravou uma série no Uruguai neste ano, e sua última novela foi Apocalipse (2017), da Record.

Veja por onde andam cinco atores de Cabocla:

Daniel de Oliveira
O protagonista de Cabocla também teve destaque em outras produções da Globo depois disso, como Cobras & Lagartos (2006), Passione (2010) e O Rebu (2014). Sua última novela foi Os Dias Eram Assim (2017, chamada pela emissora de supersérie).

Nos últimos anos, Daniel de Oliveira tem se dedicado a séries de TV. Hebe, em que interpretou o primeiro grande amor da apresentadora, foi exibida na emissora no ano passado. Ele também aparecerá em Onde Está Meu Coração, que estreia no Globoplay em maio, e na segunda temporada de Aruanas, ainda sem data de estreia definida.

Aisha Jambo
Ela estreou na TV em Malhação, em que atuou ao longo de três temporadas (2000-2003), e em Cabocla interpretou a personagem Ritinha. Aisha Jambo participou de mais três novelas da Globo: Alma Gêmea (2005), Paraíso Tropical (2007) e Insensato Coração (2011). Na Record, fez Os Dez Mandamentos (2015), O Rico e Lázaro (2017) e Apocalipse.

Nos últimos meses, ela gravou um filme (uma comédia com Tirullipa) e uma série de TV no Uruguai (cujo nome ainda não foi divulgado).

Vanessa Gerbelli
O ano de 2004 foi movimentado para a carreira de Vanessa Gerbelli: além de Cabocla, ela fez participação em outras três produções da Globo, A Diarista (2004-2007), Kubanacan (2003) e Da Cor do Pecado (2004). A atriz, que ficou famosa como a Fernanda de Mulheres Apaixonadas (2002), fez várias outras novelas na última década, como Novo Mundo (2017), sua última na Globo, e Jesus (2018), seu trabalho mais recente na Record.

Em 2019, Vanessa esteve em A Divisão, série do Globoplay. Neste ano, ela foi anunciada no elenco de Maldivas, futura série da Netflix, em que interpretará mais uma vez a mãe da personagem de Bruna Marquezine.

Nizo Neto
Conhecido pelo personagem Ptolomeu da Escolinha do Professor Raimundo, Nizo Neto atuou como o Irineu de Cabocla e fez participações também em atrações como A Diarista (2004), Sob Nova Direção (2004) e Zorra Total (2008-2015). Ele se tornou dublador e decidiu sair da Globo em 2017, para tocar projetos pessoais, como o canal em que fala de sexo com sua mulher.

Em 2018, Neto participou do Power Couple Brasil e do Dancing Brasil, reality shows da Record. Em 2019, fez uma aparição especial na Escolinha e em dois humorísticos do Multishow, Dra. Darci e Multi Tom. Neto também virou palestrante e faz apresentações inspiradas em seu pai, chamadas de Histórias de Chico: O Segredo do Sucesso do Mestre do Humor.

Jussara Freire
A veterana, que tem carreira na teledramaturgia desde 1973, interpretou Sinhá Bina em Cabocla. Entre 2006 e 2017, ela fez parte do elenco da Record, e sua última novela na emissora foi Apocalipse (2017).

Em 2019, Jussara Freire fez uma participação especial em A Dona do Pedaço, como a mãe de Amadeu (Marcos Palmeira). Ela está escalada para o elenco de Quanto Mais Vida, Melhor, próxima novela inédita das sete, ainda sem data de estreia definida.

Todos esses continuam famosos KKKKK

Achei que iam mandar uns whos

Não entendi o tópico

Esse homem mexia comigo e eu tava só no começo da adolescência. Quem diria que eu ia ter tanta repulsa a ele hoje em dia

diva demais cara
ela era o auge da beleza dos anos 2000 em malhação
merecia muito hitar

O Eriberto Leão era muito gato, passo mal

1 curtida

o malvino salvador

pqp