LUCIANA PAES: Atriz entrega castigo de Odete em Quanto Mais Vida, Melhor: 'Não se dará bem'

Odete (Luciana Paes) ativou de vez o “modo vilã” e decidiu transformar a vida de Paula (Giovanna Antonelli) em um inferno em Quanto Mais Vida, Melhor!. No capítulo deste sábado (14), por exemplo, a megera armará novamente para deixar a empresária em uma situação constrangedora. Mas esse reinado de maldade está para acabar! Segundo a intérprete da malvada, ela tomará um castigo daqueles nos últimos capítulos da novela das sete da Globo.

“A reta final é uma montanha-russa para a Odete. A cada capítulo eu falava: ‘Gente do céu, prêmio Falta de Coerência e Caráter vai para a Odete’. Eu acho que ela não vai se dar superbem, não. Não é o final glorioso que ela esperava, não tem como. Odete é um carro que todo mundo fala que vai bater. Em algum momento vai bater”, descreve a atriz em entrevista ao Notícias da TV .

No folhetim, não bastasse tudo que a víbora tem aprontado, ainda foi revelado que ela foi responsável por separar mãe e filha no passado, uma vez que contou para Paula, então chamada Eliete, que a bebê dela havia morrido – Flávia (Valentina Herszage), como se sabe, está muito viva.

Graças a tantas crueldades, nem Luciana é capaz de defender a própria personagem e acha que a punição que está prestes a chegar para ela é bem merecida.

“Tem uns desvios de caráter. Acho que no fundo ela até gosta da Flávia, mas tem essa vontade de ser madame. Quero deixar claro que estou junto com os espectadores, não consigo defender! Ela não me ajuda. Onde me conecto é essa coisa do Juca [Fábio Herford], acho que ela gosta muito dele. Acho que aí ainda tem a raiz de uma coisa mais honesta. Mas o personagem às vezes é um pouco que nem um amigo. Você tenta achar um lado bom, mas não dá para defender (risos)”, brinca ela.

Eu adorei fazer a Odete. No primeiro momento, achei ela muito bruxa e não sabia como ia fazer ela não ser muito odiada. Não acho que consegui fazer isso (risos). Mas fiquei mais em paz. Acho que tem um lado em que as pessoas se divertem, acho que ela navegou por outros lugares. Mas ela é tóxica. Que mulher mais louca é a Odete! Se eu tivesse guardado um segredo desse na minha vida [a mentira sobre Flávia], eu ia guarda a sete chaves. Lógico que vai respingar nela.

Apesar de ter sido odiada pelo público, a trambiqueira ganhou uma veia cômida de presente da atriz, o que conseguiu suavizar um pouco o veneno dela e mostrar um lado até mais divertido.

“Ela é uma pessoa que não mede as palavras. Eu sou paulista, mas sinto que é uma coisa que só o carioca é capaz de fazer. Não engole desaforo. É mais debochado, acho que tem um pouco essa leitura. A Odete pode ter essa pitada meio de comédia”, opina.

Reencontros

Uma das maiores emoções de Luciana Paes em participar de Quanto Mais Vida, Melhor! foi a possibilidade de contracenar com Fábio Herford, que vive Juca. O motivo? O ator foi professor de teatro dela na vida real e agora interpreta seu marido na ficção.

“Eu acabei ficando isolada mesmo na trama, por conta da natureza [do núcleo e da Covid-19]. O Fábio foi meu primeiro professor de teatro, quando eu tinha 19 anos. Saí do curso, mas ficamos amigos, fui no casamento dele. Tínhamos contato e muita saudade. Quando apareceu esse trabalho, entendi que era para fazer para estar junto do Fábio Herford. Além de o admirar como ator, tenho carinho”, derrete-se.