Lula acaba com programa de escolas cívico-militares de Bolsonaro

Governo Lula acaba com programa de escolas cívico-militares criado por Jair Bolsonaro

Escolas não serão fechadas, mas reintegradas à rede regular de ensino até o fim deste ano letivo; decisão foi tomada em conjunto pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Defesa

O governo Luiz Inácio Lula da Silva decidiu encerrar o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, uma das prioridades da pasta na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A decisão foi tomada em conjunto pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Defesa, e deverá ser implementada até o fim deste ano letivo, segundo ofício enviado aos secretários de Educação de todo o País, obtido pelo Estadão.

De acordo com o documento, haverá uma desmobilização do pessoal das Forças Armadas dos colégios. O MEC pede que a transição seja feita de forma “cuidadosa” para não comprometer o “cotidiano das escolas e as conquistas de organização que foram mobilizadas pelo programa”.

O ofício encaminhado aos secretários estaduais de Educação, nesta segunda-feira, 10, assinado pela coordenadora-geral de Ensino Fundamental do MEC, Fátima Elisabete Pereira Thimoteo, e pelo diretor de políticas e diretrizes da Educação Integral Básica, Alexsandro do Nascimento, informa que o programa deverá ser encerrado progressivamente, para que as escolas possam encerrar o ano letivo “dentro da normalidade”.

“A partir desta definição, iniciar-se-á um processo de desmobilização do pessoal das Forças Armadas envolvidos em sua implementação e lotado nas unidades educacionais vinculadas ao Programa, bem como a adoção gradual de medidas que possibilitem o encerramento do ano letivo dentro da normalidade necessária aos trabalhos e atividades educativas”, diz. De acordo com o ofício, as definições de estratégias de reintegração das escolas à rede regular de ensino será debatido e definido por cada Estado.

Uma nota técnica obtida pelo Estadão sustenta, entre os motivos para o fim do projeto, que o “programa induz o desvio de finalidade das atividades das Forças Armadas”. O documento cita quatro motivos para o fim do programa implementado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. Além do desvio de finalidade das Forças Armadas, o MEC entende que há um problema de execução orçamentária no programa e que os investimentos poderiam ser mobilizados em outras frentes da pasta. Outras justificativas são problema de coesão com o sistema educacional brasileiro e o modelo didático-pedagógico adotado.

“As características do Programa e sua execução até agora indicam que sua manutenção não é prioritária e que os objetivos definidos para sua execução devem ser perseguidos mobilizando outras estratégias de política educacional. Desaconselhamos que o Programa seja mantido”, diz a nota.

“As características do Programa e sua execução até agora indicam que sua manutenção não é prioritária e que os objetivos definidos para sua execução devem ser perseguidos mobilizando outras estratégias de política educacional. Desaconselhamos que o Programa seja mantido”, diz a nota.

O Estadão apurou que o governo finaliza um decreto para revogar o Programa de Escolas cívico-militares (Pecim) e fixar um prazo de 30 dias para que o MEC formule regras para a transição. A medida está em revisão final na Casa Civil e deve ser publicada nos próximos dias.

Desde março, o MEC discutia um decreto para finalizar o programa, mas a medida acabou ficando de lado. O modelo de escolas cívico-militares foi a principal ação do governo do ex-presidente Bolsonaro na educação.

9 curtidas

Mais uma coisa boa do governo, acompanhei a militarização de uma escola que trabalhei em 2021 e foi a maior palhaçada que existia os policiais/bombeiros se achavam acima de todos fora a falta autonomia da gestao escolar em varios sentidos inclusive na escolha do próprio diretor da escola

2 curtidas

Amem

Eles vao espumar tanto

Eu amei!

escolas não precisam ser uma extensão do ambiente do quartel pra ser um espaço disciplinado e ordeiro

fora que essas escolas militares são fachada, e contam com financiamento e estrutura para darem “resultados” (no caso, única e exclusivamente aprovações em vestibular) e justamente para fins de propaganda

Parabéns pela medida odeologica

Na prática não vai trazer nada de muito melhor kkkkkkkkkkkkk

E lá se vai mais uma promessa do nosso bolsinha de coco pro ralo

ok Laurinha Bolsonaro

1 curtida

Demorou.

Agora falta acabar com os militares.

Aí vamos colocar os fãs da Anita fazerem as forças armadas do Brazil

Foi pra isso que eu fiz o L, porraaaaa, milico aqui não!

1 curtida

O Lula tem a missão de acabar com os privilegios militares.
Ainda esperando acabar com a aposentadorias de filhos de militares.

3 curtidas

como pode ser tão iconico esse Luiz

Veja a lista do MEC sobre as escolas que funcionam no modelo em cada Estado:

Resumo

Acre:

  • Escola Estadual Cívico-Militar 15 de junho, em Senador Guiomard;
  • Escola Estadual Cívico-Militar Madre Adelgundes Becker, em Cruzeiro do Sul;
  • Escola Estadual Adalci Simões da Costa Avenida Castelo Branco, em Senador Guiomard;
  • Escola Estadual Joana Ribeiro Amed, em Epitaciolândia;
  • Escola Estadual de Ensino Fudamental Plácido de Castro, em Tarauacá.

Amapá:

  • Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto, em Macapá;
  • Escola Estadual Professor Antônio Munhoz Lopes, em Macapá;
  • Escola Estadual Mineko Hayashida, em Laranjal do Jari;
  • Escola Estadual Prof. Nilton Balieiro Machado, em Macapá.

Amazonas:

  • Escola Estadual Professor Nelson Alves Ferreira, em Manaus;
  • Escola Estadual Professora Tereza Siqueira Tupinambá, em Manaus;
  • Escola Estadual Professor Reinaldo Thompson Rua Marquesa de Santos, em Manaus;
  • Escola Estadual Fueth Paulo Mourão, em Manaus;
  • Escola Estadual Homero de Miranda Leão, em Manaus;
  • Escola Municipal Gilberto Rodrigues dos Santos, em Manaus;
  • Escola Estadual Conceição Xavier de Alencar, em Tabatinga;
  • Escola Municipal (nome não consta na lista do site do Pecim), em São Gabriel da Cachoeira.

Pará:

  • Escola Estadual Maestro Waldemar Henrique da Costa Pereira, em Belém;
  • Escola Estadual Prof. Francisco Paulo do Nascimento Mendes, em Ananindeua;
  • Escola Estadual José de Alencar, em Santarém;
  • Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Castelo Branco, em Paragominas;
  • Escola Estadual Dr. Justo Chermont, em Belém;
  • Escola Estadual Dom Alberto Galdêncio Ramos, em Ananindeua
  • Escola Municipal Jorceli Silva Sestari, em Santana do Araguaia;
  • Escola Municipal Eldorado, em Eldorado dos Carajás.
  • 4 Escolas Estaduais (nomes não constam na lista do site do Pecim)

Rondônia:

  • Escola Estadual Ulisses Guimarães, em Porto Velho;
  • Escola Estadual Irmã Maria Celeste, em Guajará-Mirim;
  • Escola Estadual Prof. Daniel Neri da Silva, em Porto Velho;
  • Escola Estadual Getulio Vargas, em Porto Velho.

Roraima:

  • Escola Estadual Fagundes Varela, em Boa Vista.

Tocantins:

  • Escola Estadual Hercília Carvalho da Silva, em Gurupi;
  • Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros, em Palmas;
  • Escola Estadual José Operário, em Paraíso;
  • Escola Estadual Colégio Estadual Tiradentes, em Formoso do Araguaia;
  • Escola Estadual Dom Alano, em Peixe;
  • Escola Estadual Vila União, em Palmas;
  • Colégio Estadual Professor José Carneiro de Brito, em Tocantinópolis;
  • Escola Estadual Girassol de Tempo Integral João Pires Querido, em Silvanópolis;
  • Escola Estadual Professora Hamedy Cury Queiroz, em Nova Olinda.

Alagoas:

  • Escola Municipal Padre Pinho, em Maceió;
  • Escola Municipal Dr. José Jorge de Farias Sales, em Maragogi;
  • Escola Municipal Judith Paiva, em Rio Largo.

Bahia:

  • Escola Municipal Quinze de Novembro, em Feira de Santana;
  • Escola Municipalizada Carlos Santana, em Vitória da Conquista.

Ceará:

  • Escola Municipal Professor Francisco Uchoa de Albuquerque, em Acopiara;
  • Escola Estadual Edward Teixeira Férrer, em Juazeiro do Norte;
  • Escola Municipal Tancredo Neves Presidente, em Maracanaú;
  • Escola Municipal Professora Laura Alencar, em Mombaça;
  • Escola Municipal Dr. Jose de Borba Vasconcelos, em Maracanaú.

Maranhão:

  • Escola Municipal Unidade Integrada Duque de Caxias, em São Luís;
  • Escola Municipal Gonçalves Dias, em São José de Ribamar;
  • Escola Municipal Professor José Queiroz, em Imperatriz.

Paraíba:

  • Escola Municipal Caixa Escolar Chico Xavier, em João Pessoa;
  • Escola Municipal Maria do Carmo da Silveira Lima, em Bayeux;
  • Escola Municipal Cívico-Militar Capitão Tomaz Panta, em Santa Rita;
  • Escola Municipal Mª José de Miranda Burity, em Cabedelo;
  • Escola Municipal Prof. Aníbal Moraes, em João Pessoa
  • Escola Municipal CIEP III - Dr. Firmino Ayres Leite e Ottto de Souza Quinho, em Patos.

Pernambuco:

  • Escola Municipal Natividade Saldanha, em Jaboatão dos Guararapes;
  • Escola Municipal João Batista Cruz Barros, em Arcoverde;
  • Escola Municipal Vereador Antônio Januário, em Jaboatão dos Guararapes;
  • Escola Municipal Prof. Bernadete Amorim de Couto Filgueira, em Altinho;
  • Escola Municipal Nelson Castanha, em Bezerros.

Piauí:

  • Escola Municipal Roland Jacob, em Parnaíba;
  • Escola Municipal Cívico-Militar Cel. João Ferreira de Almeida, em Picos;
  • Escola Municipal Ginásio Municipal Antônio Inácio de Oliveira, em Altos;
  • Escola Estadual Unidade Escolar Murilo Braga, em União;
  • Escola Municipal Antônio Nivaldo, em Floriano;
  • Escola Municipal Cívico Militar Cel. Octávio Miranda, em Campo Maior.

Rio Grande do Norte:

  • Escola Municipal Professor Verissimo de Melo, em Natal;
  • Escola Municipal Profa Maria Alexandrina Sampaio, em Natal;
  • Escola Municipal Senador Carlos Alberto de Souza, em Parnamirim;
  • Escola Municipal Professora Nila Rego, em Pau dos Ferros;
  • Escola Municipal João XXIII, em Natal.

Sergipe:

  • Escola Municipal Dr. Albano Franco, em Tomar do Geru;

Distrito Federal:

  • Escola Estadual Centro Educacional 416 de Santa Maria, em Santa Maria;
  • Escola Estadual Centro de Ensino Fundamental 05 do Gama, em Gama;
  • Escola Estadual Centro de Ensino Fundamental 04 de Planaltina, em Planaltina;
  • Escola Estadual Centro de Ensino Fundamental 507 de Samambaia, em Samambaia;
  • 2 Escolas Estaduais .

Goiás:

  • Colégio Estadual de Águas Lindas, em Águas Lindas de Goiás;
  • Colégio Estadual Céu Azul Valparaíso de Goiás, em Valparaíso;
  • Colégio Estadual Maria Abadia Meireles Shinohara, em Luziânia;
  • Escola Estadual CAIC José Elias de Azevedo, em Santo Antônio do Descoberto;
  • Escola Estadual CIM Lourdete de Fátima Sutir, em Planaltina;
  • Colégio Estadual Professor José Monteiro Lima, em Padre Bernardo;
  • Colégio Estadual Ocidental, em Cidade Ocidental;
  • Colégio Municipal Professor José Nogueira de Moraes, em Aragarças.

Mato Grosso:

  • Escola Municipal Professora Maria Dimpina Lobo Duarte, em Cuiabá;
  • Escola Municipal Dejani Ribeiro Campos, em Cuiabá;
  • Escola Estadual Salin Felicio, em Cuiabá;
  • Escola Estadual Stela Maris, em Rondonópolis;
  • Escola Estadual Senador Mario Motta, em Caceres;
  • Colégio Municipal Helena Esteve, em Barra do Garças;
  • Escola Municipal Abdala José de Almeida, em Várzea Grande.

Mato Grosso do Sul:

  • Escola Estadual Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias (Prof. Tito), em Campo Grande;
  • Escola Estadual Marçal de Souza Tupã Y, em Campo Grande;
  • Escola Municipal José de Souza Damy, em Corumbá;
  • Escola Municipal Professor Adenocre Alexandre de Morais, em Costa Rica;
  • Escola Municipal Cláudio de Oliveira, em Porto Murtinho;
  • Escola Municipal Major Alberto Rodrigues da Costa, em Jardim;
  • Escola Municipal Governador Harry Amorim Costa, em Campo Grande.

Espírito Santos:

  • Escola Municipal Ilha da Jussara, em Vila Velha;
  • Escola Municipal Cívico-Militar Prof. Genivaldo Antônio da Silva, em Nova Venécia;
  • Escola Municipal Professor Cerqueira Lima, em Cariacica;
  • Escola Municipal Irmã Adelaide Bertocchi, em São Gabriel da Palha;
  • Escola Municipal João Neves Pereira, em Sooretama;
  • Escola Municipal Maria da Glória Nunes Nemer, em Marataízes;
  • Escola Municipal em Montanha (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Escola Municipal em Cariacica (nome não consta na lista do site do Pecim).

Minas Gerais:

  • Escola Estadual Princesa Isabel, em Belo Horizonte;
  • Escola Estadual dos Palmares, em Ibirité;
  • Escola Municipal Embaixador Martim Francisco, em Barbacena;
  • Escola Estadual Olímpia de Brito, em Três Corações;
  • Escola Estadual Cônego Osvaldo Lustosa, em São João Del Rei;
  • Escola Estadual Padre José Maria de Man, em Contagem;
  • Escola Estadual Wenceslau, em Itajubá;
  • Escola Municipal Hilda Leão Carneiro, em Uberlândia;
  • Escola Municipal Livio Múcio Conrado Silva, Sr. Tito, em Lagoa Santa;
  • Escola Estadual Assis Chateaubriand, em Belo Horizonte;
  • Escola Estadual Professora Lígia Maria de Magalhães, em Contagem;
  • Escola Municipal Francisco Campos, em Monte Carmelo;
  • Escola Municipal Professora Isabel Coutinho Galvão, em Pouso Alegre;
  • Escola Municipal em Montes Claros (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Colégio Municipal Professor Hermenegildo Marques Veloso, em Araguari;
  • Escola Municipal Professor José Geraldo Guimarães, em Uberaba;
  • Escola Estadual em Santos Dumont (nome não consta na lista do site do Pecim).

Rio de Janeiro:

  • Escola Municipal Luiz Gonzaga, em São Gonçalo;
  • Escola Municipal Cívico-Militar Carioca General Abreu (3ª CRE), no Rio de Janeiro;
  • Escola Municipal Professora Maria Nazareth Santos Silva, em Barra do Piraí;
  • Escola Municipal Cívico-Militar Ex-Combatente Remo Baral Filho, em Angra dos Reis;
  • Escola Municipal Professora Mirian Alves de Macedo Guimarães, em São Pedro da Aldeia;
  • Escola Municipal CIEP 147 Cecílio Barros Pessoa, em Arraial do Cabo;
  • Escola Municipal Professora Dulcinda Jotta Mendes, em São Pedro da Aldeia;
  • Escola Municipal Ciléa Maria Barreto, em Búzios;
  • Escola Municipal em Nova Friburgo (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Escola Municipal CIEP 300 Municipalizado Prefeito Vicente Cicarino, em Itaguaí;
  • Colégio Municipal Ana Elisa Lisboa Gregori (CMAELG), em Itatiaia;
  • Escola Municipal Professor Jansem Pereira de Melo, em São João de Meriti;
  • Escola Municipal em São Gonçalo (nome não consta na lista do site do Pecim).

São Paulo:

  • Escola Estadual Professor Paulo de Barros Ferraz, em Pirassununga;
  • Escola Estadual Marechal do Ar Eduardo Gomes, em Guarujá;
  • Escola Municipal CAIC, em Lorena;
  • Escola Municipal Modesto Bohrer Professor EM, em Taquaritinga;
  • Escola Municipal Prof. Darvy Mascaro, em Barrinha;
  • Escola Municipal Prof. Lafayette Rodrigues Pereira, em Taubaté;
  • Escola Municipal em Dracena (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Escola Municipal Jorge Bierrenbach Senra, em São Vicente;
  • Escola Estadual Claudio Abrahão, em Mogi das cruzes;
  • Escola Estadual Professora Noêmia Bueno do Valle, em São José do Rio Preto;
  • Escola Municipal Profª Maria Julia Antunes do Amaral Moreira, em Guaratinguetá;
  • Escola Municipal em Americana (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Escola Municipal Prof Luis Tácito Virginio dos Santos, em Botucatu;
  • Escola Municipal em Bauru (nome não consta na lista do site do Pecim);
  • Escola Municipal Jose Pereira Soares, em Pedro de Toledo;
  • Escola Municipal em São José do Rio Pardo (nome não consta na lista do site do Pecim).

Paraná:

  • Colégio Estadual Beatriz Faria Ansay, em Curitiba;
  • Colégio Estadual Vinicius de Moraes, em Colombo;
  • Colégio Estadual Tancredo de Almeida Neves, em Foz do Iguaçú;
  • Colégio Estadual Profª Adelia Barbosa, em Londrina;
  • Colégio Estadual Professor Colares, em Ponta Grossa;
  • Colégio Estadual Arlindo Amorim, em Curitiba;
  • Escola Estadual Heitor C A Furtado C E EF Profis, em Apucarana;
  • Escola Estadual Cataratas CEEFM, em Cascavel;
  • Escola Estadual Julia Wanderley C E Prof EEM, em Cascavel;
  • Escola Estadual Heitor Rocha Kramer C E VER EF M, em Guarapuava;
  • Escola Estadual Carneiro C E Gal EF Normal, em Lapa.

Santa Catarina:

  • Escola Municipal Básica Melvin Jones, em Itajaí;
  • Escola Estadual Básica Emérita Duarte Silva e Souza, em Biguaçu;
  • Escola Estadual Básica Prof. Ângelo Cascaes Tancredo, em Palhoça;
  • Escola Estadual Básica Professora Irene Stonoga, em Chapecó;
  • Escola Estadual Básica Cel. Pedro Christiano Feddersen, em Blumenau;
  • Escola Estadual Básica Prof. Jaldyr Bhering Faustino da Silva, em São Miguel do Oeste;
  • Escola Estadual Básica Joaquim Ramos, em Criciúma;
  • Escola Estadual Básica Henrique Fontes, em Tubarão;
  • Escola Municipal Presidente Castello Branco, em Joinville;
  • Escola de Educação Básica Ildefonso Linhares, em Florianópolis;
  • Escola Estadual Básica Cora Batalha da Silveira, em Lages;
  • Escola Municipal Núcleo de Educacional João Fernando Sobral, em Porto União;
  • Escola Municipal Vereador Raymundo Veit, em Maravilha;
  • Escola Municipal CEM Professor Antônio Lúcio, em Balneário Camboriú;
  • Escola Municipal Antônio Joaquim Henriques, em Lages;
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Paquetá, em Brusque;
  • Escola Municipal Prefeito Francisco Victo Alves, em Itapema;
  • Escola Municipal Maria Linhares de Souza, em Itapema;
  • Escola Municipal Centro Educacional Roberto Machado, em Rio do Sul;
  • Escola Municipal Jurema Hugen Palma, em São Joaquim;
  • Escola Municipal CAIC Irmã Joaquina Busarello, em São Francisco do Sul.

Rio Grande do Sul:

  • Escola Municipal do Complexo Escolar Elvira Ceratti - CAIC, em Uruguaiana;
  • Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade, em Alvorada;
  • Escola Estadual Alexandre Zattera, em Caxias do Sul;
  • Escola Estadual Instituto Estadual Osvaldo Aranha, em Alegrete;
  • Escola Municipal São Pedro, em Bagé;
  • Escola Estadual Santa Cruz, em Santa Cruz do Sul;
  • Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida, em Tramandaí;
  • Escola Estadual Osvaldo Aranha, em Novo Hamburgo;
  • Instituto Municipal de Ensino Assis Brasil - IMEAB, em Ijuí;
  • Escola Municipal Pref. João Souto Duarte, em Santana do Livramento;
  • Escola Municipal Alberto Santos Dumont, em Sapucaia do Sul;
  • Escola Municipal Dinah Néri Pereira, em Cachoeira do Sul;
  • Escola Estadual a definir em Porto Alegre;
  • Escola Estadual a definir em Rosário do Sul;
  • Escola Estadual a definir em Canela;
  • Escola Estadual a definir em São Leopoldo;
  • Escola Estadual a definir em São Gabriel;
  • Instituto Estadual Dr. Luiz Pacheco Prates, em Quaraí;
  • Escola Estadual Aparicio Silva Rillo, em São Borja;
  • Escola Municipal Dr. Antenor Gonçalves Pereirera, em Bagé;
  • Escola Municipal Cívico-Militar (ECIM) de Taquara, em Taquara;
  • Escola Municipal Cívico-militar Cipriano Porto Alegre, em Rio Grande.

Bater continência e cantar o hino da bandeira todo dia não é ensino educacional.

o brasil voltando para as mãos do povo