Mãe solo de 25 anos tem bebê por FIV para que o pai, com câncer terminal, conhecesse o neto

A britânica Keira Parker, 25 anos, deu as boas-vindas ao seu primeiro filho em maio deste ano, depois que seu pai, Brian, foi diagnosticado com um câncer de pele agressivo. “A ideia de ele nunca me ver tendo filhos era uma luta”, admitiu. A enfermeira sempre quis ser mãe, mas estava solteira há sete anos. Então, ela resolveu se submeter à fertilização in vitro sozinha, usando um banco de esperma americano, para que o avô pudesse conhecer o neto antes de partir.

Já na primeira tentativa, Keira engravidou. “Não estava em meus planos ser mãe solteira, só não conheci a pessoa certa e, com a pandemia, ficou ainda mais difícil. Então, decidi ter um bebê sozinha e foi a melhor decisão que já tomei”, disse ela, segundo o Metro. No entanto, Keira diz que, no início, nem toda a sua família apoiou a decisão. “Tenho um bom emprego, uma hipoteca e sempre fui uma pessoa independente, que trabalha para o que quer, então, se eu quiser alguma coisa, vou atrás apesar da opinião dos outros”, afirmou.

Keira deu as boas-vindas ao filho Noah, em maio deste ano. E seu pai esteve lá durante toda a gravidez. “Ele foi comigo aos meus exames e ficou absolutamente apaixonado por Noah. Meu parto foi induzido uma semana antes da data prevista para que meu pai pudesse conhecê-lo. Meu pai sempre quis um filho, mas ele teve duas meninas, então eu sinto que era para ser assim”, disse.

Infelizmente, Brian faleceu em agosto, mas conseguiu passar 15 semanas com o neto. Keira disse que o bebê a ajudou a superar esse momento difícil de sua vida. “Sinto que Noah me salvou desde que meu pai faleceu. Não sei onde estaria sem ele. Noah trouxe muita luz para nossas vidas em um momento tão ruim”, finalizou.

4 curtidas

Zzzzzzzz

Nossa, ainda bem que a criança conseguiu conhecer o avô, espero que cresça com muita saúde

buguei com esse titulo kkkk pensei “ele é pai ou neto da criança?”

Que história linda