Mamãe de novo: Tatá Werneck congela óvulos para ter mais filhos

A coluna LeoDias descobriu que a atriz e apresentadora Tatá Werneck está decidida a ter mais filhos. Para isso, a titular do Lady Night vai congelar óvulos no próximo mês de março. Com o congelamento, Tatá ganha a possibilidade de escolher o momento ideal para engravidar novamente.

Retirar e congelar óvulos pra prolongar as chances de uma gravidez futura — e planejada — é uma saída cada vez mais adotada pelas famosas. A decisão precisa ser tomada porque, com o amadurecimento da mulher, as células reprodutoras – os óvulos – perdem viabilidade; ou seja: têm menos chances de gerar uma gravidez de forma espontânea. É o efeito do chamado relógio biológico, que deixa muitas candidatas a mamãe tensas por precisarem optar entre uma nova gestação e carreira, por exemplo.

Uma vez congelados, os óvulos podem permanecer armazenados por até 10 anos. Depois, quando a paciente decide que é o momento da nova gestação, os óvulos são descongelados, fecundados em laboratório com o espermatozoide do parceiro, e implantados no útero.

Tatá Werneck já é mãe de Clara Maria, de dois anos e três meses, fruto da união com o ator Rafael Vitti.