MARCELLE BESSA: Meritre de Gênesis, atriz leva mais de duas horas para virar tribufu na Record

Marcelle Bessa, intérprete de Meritre em Gênesis, levava mais de duas horas para se transformar no tribufu da novela bíblica da Record. A atriz de 29 anos, que interpreta a mulher de Pentephres (Nando Cunha), dava trabalho aos profissionais de maquiagem da emissora antes de iniciar cada gravação. “No início, levávamos cerca de duas horas e meia só para fazer o efeito das espinhas e verrugas, fora o cabelo e figurino.”.

“Depois, com mais vivência, chegamos a levar por volta de uma hora. Eu me sentia uma obra de arte viva, sendo criada por essas artistas magníficas [da maquiagem]”, diz Marcelle ao Notícias da TV.

Em Gênesis, Meritre é a filha do sumo-sacerdote Shetep (Camilo Bevilacqua) e segunda mulher de Pentephres, que se casou com ela apenas por interesse. Ele procurou o enlace para ser escolhido como sucessor do religioso, mas rejeita a companheira por considerá-la feia.

Na Record, a moça feiosa do folhetim de Camilo Pellegrini, Stephanie Ribeiro e Raphaela Castro, foi cercada de cuidados. A atriz passou pelas mãos de uma efeitista --profissional responsável pela caracterização-- e sua equipe, que deram assistência à maquiagem especial que a personagem exigia.

“Elas foram muito amorosas, envolvidas e fizeram tudo por mim e pela Meritre. Sou todinha gratidão. Era desafiador manter o efeito intacto por causa das cenas de beijos e abraços. Mas, com todas as equipes jogando juntas, vencemos cada obstáculo”, relembra a artista à reportagem.

“Só descobri que ela [Meritre] não atendia aos padrões estéticos da época quando fui fazer o teste de caracterização. Antes disso, senti que havia algo fora do comum conforme fui lendo o roteiro. O meu primeiro contato com ela foi através do olhar dos outros personagens, suas palavras e reações atribuídas a ela”, narra.

Nos capítulos atuais, Meritre está em busca do divórcio após ter sido humilhada pelo marido, que demonstrou desgostar das pústulas em seu rosto. Para Marcelle, dar vida a uma mulher chamada de “feia” pelo próprio parceiro foi uma experiência curiosa, com ela sendo ouvinte de pessoas com vivências semelhantes e até causando espanto nos colegas.

“Foi um trabalho de muita resiliência não me deixar contaminar com os adjetivos. Eu até esquecia que “era feia”. Me lembrava quando os outros reagiam a isso, dentro e fora de cena (risos). Era engraçado receber as muitas reações das pessoas: se assustavam, tinham nojo, nervoso, pena e torciam por ela. E sempre havia uma história de um conhecido ou conhecida que passou ou passa pela mesma questão com as espinhas”, conta.

“Eu apenas vivia com naturalidade as situações da vida da minha personagem. A aparência é só uma parte de tudo que ela é. Não é o resumo da sua existência. Nunca me achei uma mulher bonita, e a Meritre me trouxe perspectivas sutis sobre a beleza, além de tutano para o meu amor-próprio. Como atriz, ter uma aparência bonita ou feia em cena não é uma questão. O meu propósito é viver verdadeiramente as minhas personagens e tocar outras vidas através da minha entrega”, analisa.

Transformação em Gênesis
Nos próximos capítulos, os telespectadores de Gênesis acompanharão a virada de Meritre. Cansada de ser um tribufu, ela passará por uma transformação. Ela mudará de visual com tratamentos estéticos, mas também despertará atenção para suas outras qualidades. Assim, iniciará uma história de amor verdadeira com Pentephres, que passará a entender que beleza é mais do que aparência.

“Ela não existiu na Bíblia. Foi uma personagem maravilhosamente escrita para a novela. É como se ela fosse a visão de mundo de cada um. Portanto, se você está num momento amoroso, reconhecerá nela o amor, a doçura, a bondade, a generosidade e a lealdade. Mas, se você está num momento negativo, a julgará como feia, descuidada, pegajosa e desinteressante. Acho que ter ou não atributos tem a ver com o momento de vida do outro, e não com ela”, considera.

“Foi tão difícil viver esse estereótipo na ficção quanto é vivê-lo na realidade. Ela vem, cheia de humanidade, com seus muitos defeitos e qualidades, para descortinar os olhos para a experiência do coração e o retorno à essência amorosa. Conforme os personagens iam convivendo com ela, iam superando a barreira da aparência, enxergando a verdadeira pessoa”, detalha.

Às vésperas de deixar de ser o patinho feio de Gênesis, Marcelle entrega um spoiler dos próximos capítulos: a paixão entre Meritre e Pentephres. “Essa mudança do casal será, de fato, uma transição com estripulias e dor. Ele sempre foi o grande amor dela. O contrário dele, que vai sendo surpreendido com pistas espontâneas de que está a amando. É o coração se sobrepondo à razão. Até que, com muito esforço, o amor vence”, adianta.

“Amo histórias de amor (risos). Acho que a Meritre ensina aos telespectadores a enxergar a vida, a si e ao outro com os olhos da alma”, finaliza.

Gênesis é uma adaptação livre do primeiro livro da Bíblia. O folhetim é dividido em sete fases, e, atualmente, a Record exibe a sétima: José do Egito. Além dos spoilers, o Notícias da TV publica o resumo da novela bíblica.

Veja fotos e vídeos de Marcelle Bessa:
https://www.instagram.com/p/CUF51Yap9KP/?utm_source=ig_embed&ig_rid=9b710dcd-5235-458b-b0f6-dc6d8f0fe9cf
https://www.instagram.com/p/CUD2GBYlUrt/?utm_source=ig_embed&ig_rid=94026ffd-30af-41a2-8b65-3881d9d0a120
https://www.instagram.com/p/CVSanDSDTbk/?utm_source=ig_embed&ig_rid=20fd37df-b9ab-4ce0-b377-3cf662f6b787

Ela parece a filha do Didi. Acho que nem precisaria mais que 30 minutos pra um tribufu

Humm