MISTÉRIO NO AR: Pantanal revive castração de Alcides, cena que horrorizou audiência em 1990 + Cazarré pediu parta fazer remake

O remake da novela Pantanal vai manter a castração de Alcides (Juliano Cazarré), que fez muito sucesso em 1990. Na versão original do folhetim, a cena registrou uma das maiores audiências da produção da Manchete (1983-1999) e ficou muito tempo na boca do povo. Bruno Luperi, autor da nova novela das nove da Globo, vai fazer ainda mais mistério sobre o que, realmente, acontece com o peão.

Na trama, Tenório (Murilo Benício) flagra Alcides e sua mulher, Maria Bruaca (Isabel Teixeira), juntos e parte para cima do rival. Em 1990, Tenório era vivido por Antônio Petrin, e Maria Bruaca por Angela Leal. Ele acaba se vingando de maneira sórdida: invade o local onde os dois estão e simplesmente castra o peão Alcides (Ângelo Antônio).

“O ápice dessas sequências foi, naturalmente, a cena da castração. Muito sangue, muita cara feia de dor e pavor. Todos os elementos necessários para fazer parecer real --mesmo sem mostrar o fato consumado”, informou reportagem da Folha de S.Paulo.

“Imediatamente depois, apareceram na telinha doses dos rostos dos três personagens em questão. O de Alcides transparecia a dor. O de Bruaca revelava o horror. O rosto de Tenório era o protótipo de um louco em pleno delírio. Tudo isso sem nenhum som”, descrevia a reportagem da época.

Na nova versão de Pantanal, que estreia em 28 de março, o autor Bruno Luperi vai investir mais no mistério sobre o que de fato acontece com Alcides depois do ataque de Tenório.

Na novela em que o avô de Luperi, Benedito Ruy Barbosa, colocou no ar, o peão chega a dizer a Maria que não foi capado pelo marido dela, mas conta uma versão diferente a Zaqueu (João Alberto Pinheiro na primeira versão e Silvero Pereira no remake), que o ajuda a se vingar da tragédia. O telespectador fica sem entender direito o que aconteceu e o mistério será ainda mais explorado no folhetim da Globo.

Cazarré se ofereceu para fazer a novela

Fã do trabalho de Benedito Ruy Barbosa, Juliano Cazarré pediu para participar do remake. “Eu me ofereci na casa, eu liguei para um dos coordenadores do elenco e pedi para estar em Pantanal assim que eu soube que a novela seria produzida. Era minha chance de estar num projeto que teve assinatura do Benedito Ruy Barbosa, disse que eu faria qualquer papel que tivessem”, diz o intérprete de Alcidez, que completa:

E aí soube que eu já estava reservado para a novela. Eu vi a novela 30 anos atrás, eu era novo, lembro que tinha cenas mais fortes… Mas foi uma novela tão boa que eu lembro dos meus pais assistindo.

Pantanal contará a história de amor entre Juma (Alanis Guillen) e Jove (Jesuíta Barbosa). O remake vai substituir Um Lugar ao Sol no horário nobre.

E deveriam ter dito um não na cara dura quando souberam que esse aí é Antivax (e que só tomou a vacina de forma obrigada) e um completo lixo de pessoa

Quero ver a cena das piranhas devorando uma pessoa.