Neta do autor de Pantanal, Paula Barbosa se emociona ao fazer remake: 'Mudou história da família'

Paula Barbosa tinha apenas quatro anos quando Pantanal (1990) fez sucesso na Manchete, mas ainda se lembra de ver algumas cenas na TV ao lado do avô, o autor Benedito Ruy Barbosa. Por isso, a atriz se emocionou em dobro ao ser escalada para o remake da novela como Zefa, interpretada por Giovanna Gold na primeira versão. “Mudou a história da nossa família”, valoriza a artista.

Longe dos folhetins desde que viveu Olga em I Love Paraisópolis (2015), Paula diz que retornar à televisão justamente nessa história é ainda mais significativo. “Eu pretendia ter voltado antes, mas muita coisa inesperada aconteceu na minha vida. Esse retorno acontecer numa obra-prima dessa, que mudou a carreira do meu avô, mudou a história da nossa família, é muito especial mesmo”, afirma em entrevista ao Notícias da TV .

“Eu era muito pequena quando a novela estreou, mas é impressionante o quanto é vivo na minha cabeça. Eu me lembro de eu mesma pequena, sentada na sala, a TV da sala do meu avô, a família inteira assistindo junto. Eu me lembrava de imagens. Depois, aconteceu uma reprise meio capenga, não eram os capítulos completos, mas eu também lembro”, solta a intérprete de 35 anos. A trama de Ruy Barbosa foi reapresentada pelo SBT em 2008.

Com estreia prevista para 14 de março, o folhetim é adaptado por Bruno Luperi --também neto de Benedito e primo de Paula. A atriz conta como surgiu a ideia de produzir um remake da saga de Juma Marruá, que será vivida por Alanis Guillen.

A novela estava fazendo 30 anos, e meu vô também com seus 93 anos… Seria uma homenagem linda pra ele refazer esse trabalho. Quando começou a surgir essa possibilidade, meu avô já falou: ‘Você vai fazer’. Meu primo também [me falou]: ‘A gente quer você’.

“E ficou a cargo do diretor e de toda a equipe decidirem o que eu ia fazer. Também foi um processo muito longo, porque foi em pandemia… Até ser definido que seria Pantanal e que eu iria participar [demorou]”, completa. Pantanal será a primeira novela das nove da Globo de Paula, que tem no currículo tramas como Meu Pedacinho de Chão (2014), Amor Eterno Amor (2012) e Paraíso (2009).

A atriz ainda conta que faria outra personagem, mas Luperi e o diretor Rogério Gomes, mais conhecido como Papinha, acharam que Zefa se encaixaria melhor nas características do trabalho dela. “Logo que eu soube, fui atrás de relembrar melhor quem foi a Zefa. Fiquei extremamente feliz, porque é uma personagem muito gostosa, leve e divertida.”

Acho que tem tudo a ver comigo, adoro fazer trabalhos que tenham uma pegadinha de comédia. Apesar de não ser uma comédia escrachada nem nada disso, ela tem momentos muito divertidos. Transita em mais de um núcleo, é muito bacana a personagem, fiquei feliz com a notícia.

Filha da escritora Edilene Barbosa, Paula tenta controlar a ansiedade para a estreia da trama no ano que vem: “Muita expectativa para mim, particularmente, em vários sentidos: retornando à televisão, é um trabalho da família, também tem a questão de o que meu avô vai achar, de o que minha família vai achar, se estou indo pelo caminho certo… Tenho essa expectativa que eu acho que é só minha, ninguém mais tem nesse sentido”.

“[Tem] friozinho na barriga para ver a reação das pessoas todas, porque a expectativa não é só nossa. A gente vê pelos comentários das pessoas em relação a Pantanal, que era uma novela muito amada. Muita gente que viu quer rever, muita gente que não viu quer ver… Está sendo um trabalho feito com muito carinho, muita dedicação por todo mundo, toda a equipe”, assegura ela.

No entanto, a atriz também se preocupa com a recepção do público à readaptação da história. “Fazer um remake… Você sabe que já foi um sucesso, a história funcionou. Mas, ao mesmo tempo, você fica: ‘É uma puta história, mas foi há 30 anos’. Como vai ser recebido hoje? Saber que você vai fazer um trabalho tão incrível, que foi tão bem recebido lá atrás… É uma mistura de emoções, envolve família, o fato de ser um remake, envolve muita coisa.”

Apesar de a novela estrear em março, o público ainda terá que esperar mais um pouco para ver Paula em cena, já que Zefa só aparece pela primeira vez no capítulo 55. Por enquanto, a atriz tem trabalhado apenas nos estúdios e aguarda o momento em irá para o Pantanal para gravar na região. A previsão é de que ela viaje em abril.

Foi gravada toda a primeira fase, a segunda já está sendo gravada lá. Serão algumas idas pro Pantanal. Eu estou pra começar a qualquer momento, as gravações estão bem adiantadas. Tenho bastante coisa no Pantanal, mas ainda não fui. [Vai ser] mais um desafio, porque eu não tive esse contato ainda com o Pantanal, que é bem importante pra começar. Eu estou nos estudos, na pesquisa, focada nisso e batendo papo com quem está lá”, arremata ela.

Confira postagens da atriz sobre a preparação para a novela: