No Dia do Pecuarista, confira 5 artistas que investem na criação de gado

Em 15 de julho comemora-se o Dia do Pecuarista. A data celebra o trabalho de profissionais que se dedicam ao cuidado, alimentação, qualidade, saúde, manejo, reprodução e bem-estar dos animais, além de serem responsáveis pela produção de diversos alimentos, como carne, leite e queijos.

Um dos setores que mais movimenta a economia do país, a pecuária é um ramo que atrai investimentos de diversos artistas, de atores da Globo a cantores sertanejos. E ainda tem algumas vantagens em relação à agricultura, como, por exemplo, terras mais baratas, já que não precisam ser planas, como os solos que produzem vegetais.

Conheça os artistas que são os reis do gado na vida real:

Murilo Benício

Murilo Benício de roupa preta segurando boi

Foto: Gianne Carvalho

Em Pantanal, Tenório, personagem interpretado por Murilo Benício, chegou a roubar alguns bois de José Leôncio (Marcos Palmeira). Já na vida real, o ator que dá vida ao vilão da novela das nove começou a investir na criação de gado muitos anos antes de chegar naquelas terras.

Desde 2008 o veterano é um dos sócios da Agropecuária Copacabana, com três fazendas na região da Zona Mata Mineira. Benício cria gado e já foi uma das figurinhas mais presentes em leilões bovinos, além de gostar de curtir a vida ao ar livre com os filhos, Antonio e Pietro.

Em 2015, o ator, que investe nas raças Gir Leiteiro e Nelore, comprou um sítio avaliado em R$ 3 milhões, em Pedro do Rio, distrito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro. Na época, ele já tinha uma propriedade semelhante em Secretário, na mesma região.

Henrique e Juliano

Henrique e Juliano posando para foto com dois bois

Reprodução/Instagram

Uma das duplas de maior sucesso do sertanejo atualmente, Henrique e Juliano são proprietários da Fazenda Terra Prometida, localizada em Porto Nacional, no Tocantins. Os dois criam a raça Nelore e investem em melhoramento genético.

Em 2020, a fazenda já contava com 620 cabeças de gado, algumas valendo mais de R$ 300 mil, em cerca de 270 alqueires de terra. Na época, o local tinha 10 baias prontas para os animais e outras 80 estavam sendo construídas.

Em maio deste ano, Henrique e Juliano conseguiram atingir um objetivo que sempre esteve em seus planos: realizar leilões na fazenda. Em três dias de programação, a dupla ofertou, junto com criadores convidados, 108 lotes de prenhezes, bezerras, aspirações, fêmeas e machos da raça nelore.

Regina Duarte

Regina Duarte abaixada perto de boi e sorrindo para a câmera

Foto: Marcelo Liso

O interesse de Regina Duarte pela pecuária surgiu no início dos anos 2000, quando a atriz começou a namorar o fazendeiro Eduardo Lippincott, com quem ficou até 2019. Há quase duas décadas, a famosa cria gado em uma fazenda chamada Minha Santa, em Barretos, no interior de São Paulo.

Em algumas entrevistas, a eterna namoradinha do Brasil disse que sua paixão é a raça Brahman, considerada boa para cruzamentos. Em 2002, com Lippincott, ela abriu o criatório MAK Brahman, que em 2008 já era apontado como um dos melhores no país e tinha cerca de 300 animais.

“Levo vida normal, bem rotineira: café com leite de vaca da casa, verduras e legumes da horta, arroz, feijão, carne moída, ovo caipira da gema amarelinha”, detalhou Regina, falando sobre a rotina que levava na fazenda, em entrevista à Istoé.

Leonardo

Leonardo sentado em cerca perto de muitos bois

Reprodução/Instagram

A Fazenda Talismã, propriedade de Leonardo no Vale do Araguaia, em Goiás, conta com estrutura para a criação de gado do cantor, quadra de vôlei, piscinas e, até mesmo, uma capela. A área tem mais de 1000 hectares e ainda inclui um lago.

O sertanejo nunca escondeu sua paixão pelo campo e, antes de fazer sucesso com a música, trabalhava em uma plantação de tomates. Nas redes sociais, Leonardo já apareceu diversas vezes ajudando na lida dos animais e chegou a ressaltar a qualidade da raça Angus, sua preferida. Os bovinos são destinados à produção de carne de qualidade superior.

“A região do Araguaia, do Vale do Araguaia é a melhor região para criar vaca, boi, recria e engorda”, disse o famoso, que adquiriu a propriedade por menos de R$ 5 milhões. Hoje, a Talismã está avaliada em R$ 53 milhões.

Almir Sater

Almir Sater em pé perto de alguns bois e falando para a câmera

Reprodução/TV Globo

Murilo Benício tem com quem conversar sobre a pecuária nos bastidores de Pantanal. Almir Sater, intérprete do chalaneiro Eugênio na novela das nove da Globo, tem uma fazenda no Mato Grosso do Sul, na mesma região que ficou conhecida em 1990 com o sucesso da versão original da trama de Benedito Ruy Barbosa.

Lá, o veterano faz o manejo de uma raça chama Senepol que, segundo ele, fica pronta mais cedo e é resistente ao calor por causa da parte africana.

Em entrevista ao Globo Rural, com o intuito de aumentar o gado puro, o artista estava usando suas vacas comuns como barriga de aluguel para implantar embriões de qualidade do Senepol. Sater também adquiriu terras em Maracaju, onde realizava as fases de recria e engorda, já que as de cria já eram feitas no Pantanal.

todos minions
coincidência?

2 curtidas

não é a toa que murilo benício é um touro reprodutor

gado entende de gado

Por deus Renan kkkkk

queria ser a vaca dele

Faltou o Jay Z

LIXO

por mim poderiam moher todos (tirando o murilo gostoso e o sater)

Por que o Bolsonaro não está na lista?

Desde 2018 ele conseguiu um bom número de cabeças, hoje em dia muitas morreram, mas com certeza a história contará