NOVO RUMO: Em Ti Ti Ti, Dira Paes aponta homenagem secreta e mudança no final de Marta

No ar como Marta em Ti Ti Ti, Dira Paes se inspirou na mãe para viver a costureira no remake da novela das sete. Em entrevista para o Notícias da TV, a atriz ainda revela que aprovou o final de sua personagem na releitura do folhetim de Cassiano Gabus Mendes (1929-1993). Na segunda versão, ela se livra das amarras do passado e se apaixona por Ariclenes (Murilo Benício).

“A minha mãe é uma ótima costureira. Aquela coisa de usar óculos, inclusive de viver em cima da máquina, é um perfil que vi repetidas vezes. O olho cansa de ficar ‘firmando’ na máquina”, diz Dira.

Na quarta semana da reprise do Vale a Pena Ver de Novo, o telespectador já pode encontrar um pouco de dona Flor Paes na composição de Marta. No humilde ateliê montado em sua casa, a amiga de Nicole (Elizangela) ganha a vida costurando peças para a vizinhança.

Porém, além de ser uma profissional de “mão cheia”, a mãe de Ângelo (Julio Oliveira) esconde um segredo. Na juventude, Marta namorava André Spina/Jacques Leclair (Alexandre Borges) e costurou os primeiros modelos do estilista excêntrico. Mas o canastrão lhe deu um “pé na bunda” e optou por namorar uma ricaça que poderia investir em sua marca.

Além de ser descartada pelo sobrinho de Júlia (Nicette Bruno), Marta ficou com uma lembrança do garanhão. Ela deu à luz Amanda (Thaila Ayala) e manteve o segredo da paternidade da modelo até o fim da trama.

Inclusive, uma das cenas favoritas de Dira Paes é quando sua personagem se acerta com o rival de Ariclenes. “Essa [eu] destacaria como uma das mais importantes na trama”, pontua ela.

Mudança aprovada
Na primeira versão de Ti Ti Ti (1985), Marta termina sozinha. No folhetim de Cassiano Gabus Mendes, a costureira foi interpretada por Aracy Balabanian e teve um caso com Pedro (Paulo Castelli), um dos filhos de Jacques Leclair.

Já na releitura de Maria Adelaide de Amaral e Vincent Villari, a costureira ganhou uma nova chance no amor. Depois de sofrer na mão do personagem de Alexandre Borges, ela se apaixonou por Ariclenes. A atriz aprovou o novo final para a costureira e vê com bons olhos a construção do relacionamento.

“É aquele encontro daquele amigo que está do seu lado há tanto tempo e de repente você percebe que sempre foi apaixonada por ele. Eu fico feliz que a Maria Adelaide tenha reescrito esse final porque acho que combinou com eles e levantou esse novo olhar sobre o amor. O amor que acontece depois de você ser amigo”, finaliza ela.

1 curtida