O português Pedro Carvalho volta ao Brasil para interpretar um vilão em ‘Fuzuê’: ‘Vim com amor e garra na bagagem’

Visto pela última vez nas novelas brasileiras em “A dona do pedaço” (2019), o português Pedro Carvalho, de 38 anos, está de volta ao Brasil para fazer “Fuzuê”, nova trama das sete da Globo, que estreia no dia 14 de agosto. Ele interpreta o agente de modelos Rui Sodré, um golpista profissional que chantageia sua suposta prima Olívia (Jessica Córes) para se dar bem. “Ele é um verdadeiro 171 que vem de Portugal com a Olívia e se aproveita da fragilidade dela para conseguir dinheiro dos Braga e Silva (família do personagem Nero, vivido por Edson Celulari)”, diz o ator, que será aliado dos vilões Preciosa (Marina Ruy Barbosa) e Pascoal (Juliano Cazarré).

Pedro define seu personagem como “um cara que ocupa muito espaço, um verdadeiro malandro”. “Ele também é um dos vilões”, resume o ator, que abriu mão de outros convites para estar em “Fuzuê”. “Amo o Brasil, para trabalhar e viver. E gosto demais dessa minha vida de ‘caixeiro viajante’. Já são quase oito anos de Brasil com quatro novelas e dois filmes aqui”, destaca.

O ator Pedro Carvalho — Foto: Raquel Cunha/Rede Globo

O ator Pedro Carvalho — Foto: Raquel Cunha/Rede Globo

A novela das sete marca o reencontro do ator com o autor Gustavo Reiz, que escreveu “Escrava mãe” (2016), trama da Record protagonizada por ele. “Vim com todo amor e garra na bagagem. Estou reencontrando colegas com quem já tinha trabalhado. E é um reencontro feliz com o Gustavo Reiz. Foi ele quem me deu a minha primeira grande oportunidade no Brasil”, diz Pedro, que avisa: “Nos últimos cinco anos, investi muito em aulas de fonoaudiologia para conseguir falar o português do Brasil e já consegui fazer dois longas interpretando brasileiros. Eu me sinto mais maduro e mais preparado. Abri também a minha produtora audiovisual 3Monkeys filmes”.

Ele parece um hetero aqui da cidade que foi mandar nude pra amante, a esposa descobriu e divulgou pra geral.