OUTRO PROPRIETÁRIO: Ana Maria Braga é cobrada por dívida de casa vendida em 2017; entenda o caso

"A Prefeitura de São Paulo entrou com um processo de execução fiscal contra Ana Maria Braga por uma dívida de R$ 20 mil de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O imóvel com os pagamentos atrasados, porém, não pertence mais ao patrimônio da apresentadora do Mais Você desde 2017. Ou seja, não foi ela que deixou de pagar o valor.

Ao Notícias da TV, a assessoria de Ana Maria Braga explicou que a comunicadora vendeu a residência localizada no Jardim Europa, zona sul de São Paulo, há quatro anos. O nome da artista só apareceu na ação judicial porque o atual proprietário ainda não fez todos trâmites de transferência para ter a escritura definitiva.

No último dia 15, a Vara das Execuções Fiscais Municipais da Justiça de São Paulo citou Ana Maria no processo que tem o valor de R$ 20.350,00. A decisão judicial dizia que ela deveria ser informada do débito e, a partir do recebimento da notificação, teria cinco dias para regularizar a situação.

“Cite-se o executado para que, no prazo de 5 (cinco) dias, pague o débito, cujo valor deverá ser corrigido monetariamente até a data do efetivo pagamento, acrescido de multa, juros, honorários advocatícios (ora fixados em 10%), custas e despesas processuais, ou, em igual prazo, ofereça bens à penhora, sob pena de serem penhorados tantos bens quantos bastem para a garantia da execução”, ordenou a Justiça.

Ana Maria Braga nunca morou no imóvel que virou alvo da cobrança da Prefeitura. A residência fica localizada em uma área nobre de São Paulo, próxima do Jockey Club e do Clube Hebraica.

Como não é mais dona da propriedade desde 2017 e tem um contrato que comprova a realização venda, a apresentadora não terá que assumir essa dívida de IPTU."