Patrícia Poeta fala sobre relação com o samba e revela sonho

Patrícia Poeta aproveitou a segunda noite dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, diretamente da Sapucaí. Musa do camarote Allegria, a apresentadora conversou com a coluna Fábia Oliveira e falou sobre a sua relação com o samba e o Carnaval.

“Esse samba, esse Carnaval, já estava aqui no [meu] corpo desde que eu existo. Eu sempre gostei muito de samba. Minha mãe, quando éramos crianças, colocava muita música de samba pra gente. Todos os dias. Então, eu nasci e cresci ouvindo samba, é uma coisa que eu amo”, declarou ela.

A jornalista ainda destacou que, agora, no entretenimento, está podendo curtir mais o Carnaval. “Eu só precisava ter mais tempo, digamos assim, poder vir curtir o Carnaval de fato, porque eu sempre trabalhei a minha vida toda. Agora eu tô podendo curtir mais”, disparou.

À coluna, Patrícia Poeta confidenciou um sonho que ainda tem para realizar. “Uma das coisas que eu quero fazer ainda é desfilar, com certeza. De curtição mesmo”, revelou ela, que fez aulas de samba recentemente.

Questionada se aceitaria ser rainha de bateria de alguma escola, Poeta foi direta: “Não tenho essa pretensão. Eu gostaria de realizar o sonho de desfilar mesmo. Já recebi convites? Já. Mas ainda não foi, mas vou”, afirmou.

Sobre a preferência em desfilar no chão ou em cima de algum carro alegórico, Patrícia enfatizou: “Preferia chão, pra dançar mais”, disse aos risos.

Mas não foi só o amor de Patrícia Poeta pelo Carnaval que chamou a atenção dessa coluna. O look escolhido pela apresentadora do Encontro para usar no último dia de desfiles na Sapucaí também saltou os olhos: um vestido todo trabalhado no prata, com dois mil cristais.

“Hoje eu vim de prata. Eu acho que ilumina a noite. Eu adoro prata, dourado, ontem usei dourado, hoje prata… São dois mil cristais e 20 quilos. Essa roupa pesa 20 quilos, um pouquinho pesada, mas tá tudo certo”, falou a apresentadora.

Mas nem mesmo o peso da fantasia afastou a alegria de Patrícia, que ainda deu uma palinha de samba no pé para esta coluna. (veja abaixo)