PCO se une a Bolsonaro e ataca urnas eletrônicas e defende soltura de Roberto Jefferson

O Partido da Causa Operária (PCO) se juntou à milícia digital bolsonarista no ataque às urnas eletrônicas. Em um post no Twitter, o partido questionou a inviolabilidade das urnas e reforçou que o aparelho é malvisto em “quase todo o mundo”.

“Voto pelo celular pode; mas questionar a inviolabilidade das urnas, não! Pelo menos é isso o que diz o TSE. E quando as urna eletrônicas são mal vistas em quase todo o mundo? Assista ao último Correspondente Internacional na COTV e entenda do que se trata.”

Nesta manhã, o partido também se manifestou na mesma rede social em defesa a Roberto Jefferson. “No regime golpista manifestar-se é permitido — desde que os sicofantas de toga permitam”, diz o tuíte atacando o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Fonte:

Comentem sobre a bipolaridade do PCO @Revolucionarixs

lembrando que

https://www.causaoperaria.org.br/homofobia-nos-estadios-mais-um-pretexto-moral-para-destruir-o-futebol/

PCO em 2021

operarios em 2021? kkkk ainda bem q as maquinas logo logo nos livrarão dessa gente

algum problema com os operarios do lacre ?

Lembrando também que:

com essa meia duzia todos amiga
sera q o pco tem filiado suficiente pra formar um sindicato?

eles vivem na russia de 1917, sofro

esse partido é um LIXO
parabéns pra alguns @s que tavam defendendo eles só pq bateram em gente do PSDB

1 curtida

O futum das pessoas desse partido não permite que eu fique por mais de dez postagens
Obrigado.

nem com a federação partidária vão conseguir sobreviver

Esse partido é altamente armamentista, pode enterrar

Tem algum operário nesse partido?

queria o msm com o prtb

eles alguma vez conseguiram eleger alguém para algum cargo (por minusculo que seja?)

Em 2004, no município amazonense de Benjamin Constant, o PCO elegeu seu primeiro e único vereador no país até hoje: João Vieira da Silva recebeu 635 votos e compôs uma coligação com PSC, PPS e PRP.

Uma coligação com PCO e PSC :haha:

O fracasso.

KKKKKKK

PCO é quase o bolsonarismo de vermelho