Presidente do CFM, foi acusado de faltar a 873 plantões


Este bolsonarista Mauro Ribeiro, presidente do Conselho Federal de Medicina, que foi incluído na lista dos investigados da CPI da Covid, atua no Mato Grosso do Sul, mas é formado pela Faculdade de Medicina de Petrópolis, cidade na região serrana do Rio.

Ele chegou a ser acusado pelo Ministério Público de ter recebido cerca de R$ 72 mil em salários de forma indevida, enquanto era médico da Santa Casa de Campo Grande, no MS, entre junho de 2013 a outubro de 2015. Teria faltado, sem justa causa, a 873 plantões.

1 curtida

MEU DEUS