Professora Lu de 'Renascer', Eli Ferreira detalha namoro à distância com capoeirista baiano gato

A professora Lu de “Renascer”, interpretada pela atriz Eli Ferreira, acaba de ter uma decepção amorosa com José Bento (Marcello Melo Jr.), como se não bastasse não ter conquistado o irmão do cafajeste, João Pedro (Juan Paiva), que vai se casar. A atriz, por outro lado, mantém um relacionamento à distância repleto de paixão há três anos com o capoeirista baiano Ajaye Damasceno. Em entrevista exclusiva ao EXTRA, ela diz que nunca imaginou namorar dessa forma, mas que o fato de morarem longe um do outro faz com que eles “valorizem muito os momentos em que estão juntos".

– Eu nunca me vi namorando à distância. Eu sou taurina, com ascendente em Aquário e lua em Virgem. A minha forma de me relacionar é muito metódica. Gente assim não se apaixona à primeira vista porque as pessoas têm que preencher alguns pré-requisitos – explica ela, aos risos.

Eli Ferreira, de "Renascer", com o namorado — Foto: Reprodução de Instagram

Eli Ferreira, de “Renascer”, com o namorado — Foto: Reprodução de Instagram

Ajaye, namorado da atriz Eli Ferreira, de "Renascer" — Foto: Reprodução

Ajaye, namorado da atriz Eli Ferreira, de “Renascer” — Foto: Reprodução

https://www.instagram.com/p/C4jNeoYR5Pd/?utm_source=ig_embed&ig_rid=87c3fa0b-a1d0-4f21-bf56-b98198967c11

A artista tem uma relação de longa data com Salvador, na Bahia, onde estão os amigos, o namorado, Ajaye, e as raízes de sua religião de matriz africana. Pouco ativo nas redes sociais, o parceiro é professor de berimbau e dá aulas on-line para gringos, além de praticar capoeira no Instituto de Capoeira Angola ALAGBEDÉ.

A última publicação dele foi em novembro do ano passado, praticando capoeira. “Continuemos na nossa busca pelo aprofundamento, permitindo que o sentimento nascido na alma nos movimente. A capoeira Angola é uma força natural”, escreveu Dija, apelido de Ajaye, no post.

https://www.instagram.com/p/CygQM4cObeW/?utm_source=ig_embed&ig_rid=20e96ef7-184c-4b13-92a4-ef754920450d

– O coração fica dividido entre o trabalho no Rio, a casa em São Paulo e o amor na Bahia. Fica puxado, mas estamos levando e curtindo sempre que estamos juntos – diz a atriz.

Ao admitir que é “ciumenta na medida”, Eli descreve a dinâmica do relacionamento:

– Passei um período longo em Salvador. Nesse tempo, Ajaye e eu nos aproximamos muito, até por questões religiosas, pois a gente pratica o mesmo culto. O bom do namoro à distância é que a gente aprende nesse meio do caminho a valorizar muito os momentos em que está junto – reflete ela.

Veja fotos de Eli Ferreira, a professora Lu de ‘Renascer’, em ensaio de moda exclusivo para a Canal

Eli Ferreira, a professora Lu de 'Renascer', em ensaio de moda exclusivo para a Canal Extra — Foto: Márcio Farias

Eli Ferreira, a professora Lu de 'Renascer', em ensaio de moda exclusivo para a Canal Extra — Foto: Márcio Farias

18 fotos

Eli Ferreira, a professora Lu de 'Renascer', em ensaio de moda exclusivo para a Canal Extra — Foto: Márcio Farias

Veja fotos de Eli Ferreira, a professora Lu de ‘Renascer’, em ensaio de moda exclusivo para a Canal

Eli Ferreira, de "Renascer", com o namorado — Foto: Reprodução de Instagram

Eli Ferreira, de “Renascer”, com o namorado — Foto: Reprodução de Instagram

A atriz Eli Ferreira, de "Renascer", já postou vídeo apertando o bumbum do namorado — Foto: Reprodução

A atriz Eli Ferreira, de “Renascer”, já postou vídeo apertando o bumbum do namorado — Foto: Reprodução

https://www.instagram.com/p/CtaIZvNx0fp/?utm_source=ig_embed&ig_rid=baebcba7-5927-41b4-a925-4c13cb09f040

Eli define que o relacionamento é feito “de amizade, amor, cumplicidade, melanina, distância física, muito meme e o toque essencial do trabalho” dos ancestrais. Ainda segundo a atriz, o namorado costuma descrever que foi a ancestralidade que cruzou os caminhos deles.

Em relação à pressão de casar e ter filhos, a atriz não se sente desconfortável e reforça “ignorar tanto que nem considera”.

– Minha mãe nunca incentivou a gente a casar e ter filhos logo. Ela queria que a gente trabalhasse e se estruturasse primeiro – explica ao ressaltar que, dos seis irmãos, apenas o mais velho, de 39 anos, é pai.

Fortemente ligada à espiritualidade, Eli diz que sempre teve vontade de ser mãe, mas precisa que “a espiritualidade fale” com ela e “que seja o momento certo para ter”.

– Acho lindo a maternidade e me vejo tendo alguns filhos, não apenas um ou dois.

1 curtida

Genteeee

Queria ser a marmita deles