Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', se declara ao ex: 'Amo demais. Se fosse pelo coração, estaria namorando'

O VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) que cruza o Centro do Rio é o transporte menos poluente da cidade. Além disso, os modernos bondes passam próximos a áreas verdes, que servem como um pulmão, aliviando a carga de uma metrópole. Foi por ali que Rafaela Cocal, de 19 anos, a Yandara de “Terra e paixão”, fotografou para este ensaio de moda, exaltando o respeito à natureza e a importância da alternativa ao consumo desenfreado.

Veja fotos de Rafael Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

24 fotos

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafael Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra

Comprometida com a sustentabilidade como ferramenta de transformação, a atriz exibe nestas páginas roupas que são frutos da ecomoda, com traços de reutilização, materiais biodegradáveis e até ressignificação do que poderia ter ido para o lixo, como brincos feitos com cabeças de boneca.

— Minha avó sempre usou pneu velho para fazer a mesa da sala, então cresci sabendo reutilizar coisas. Não tenho obsessão por compras… Durante a vida, todas as primas me deram roupas usadas que não serviam mais nelas — exemplifica a intérprete da indígena do horário nobre, que na trama é aspirante a modelo e trabalha como vendedora da butique mais chique de Nova Primavera.

Foi num concurso de passarela promovido justamente pela loja de Graça (Agatha Moreira) que a moça ganhou o primeiro lugar e o título de Garota Hello Grace. Exatamente como aconteceu com a atriz alagoana, que se tornou modelo profissional após ser selecionada numa disputa como a da novela, em Maceió (AL), sua cidade natal. Mas esta não é a única coincidência entre atriz e personagem.

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafaela Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Prometida em casamento a um indígena, Yandara se apaixonou pelo gerente de banco Franco (Gil Coelho) e até namorou o rapaz. Mas a razão falou mais alto que a emoção e ela rompeu o romance para ficar noiva do escolhido de seu avô, Jurecê (Daniel Munduruku). Na vida real, Rafaela também desfez um relacionamento recentemente.

— Infelizmente tive que terminar meu namoro, não porque eu quis, mas… Eu estou vivendo uma vida totalmente diferente da que eu vivia com meu namorado. A gente se ama! Amo ele de paixão, mas estou em outro momento. Por muito tempo eu não ligava tanto pra mim, agora eu estou me colocando como prioridade. O término foi uma atitude racional, porque, se fosse pelo coração, eu estaria namorando ainda — detalha a capricorniana, solteira há um mês.

Nova fase

Com um passado de baixa autoestima, Rafaela conta que seu processo de “cura” começou aos 15 anos, quando a então adolescente estudou numa escola particular e observou colegas que se preocupavam com a aparência.

— Eu nunca fui uma menina vaidosa. Sempre entrei nos lugares sabendo que eu era diferente. Nunca soube o que era me olhar no espelho e gostar do que eu estava vendo. Não tinha um estilo próprio, que me fizesse me sentir bem. Passei por uma época de me procurar e me encontrar. De olhar meu melhor ângulo, do que mais gosto em mim. A Rafaela de anos atrás estaria chocada de eu estar trabalhando na televisão. Eu odiaria me ver na TV — conta.

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafaela Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Depois de inserida no universo da moda, a atriz teve que largar a faculdade de Biomedicina e se mudar para São Paulo por conta de trabalhos nesse meio. No dia a dia nas cidades grandes, a jovem busca em seus figurinos a sua ancestralidade, misturando looks de tons claros com colares, cordões e brincos indígenas. Filha de pai negro e mãe indígena, a conexão com os povos originários surgiu há cinco anos, quando o avô materno dela morreu.

— As pessoas sempre me paravam na rua e me diziam que eu parecia a Pocahontas. Tinha a curiosidade de saber a minha origem e senti vontade de pesquisar. Acabamos chegando na aldeia (Cocal, no interior de Alagoas) e descobri todos os meus ancestrais. Tive sentimentos de inclusão, de pertencimento mesmo — relembra.

Ancestralidade indígena

Neta de um pajé na novela das nove, Rafaela acredita que Yandara é o exemplo do jovem indígena atual, que consegue estar ligado à contemporaneidade, sem perder a sua cultura e o respeito ao seu povo. Na história de Walcyr Carrasco, a personagem tem uma forte ligação com a família, assim como sua intérprete.

— Principalmente agora que eu vivo longe. Já tem um ano, então estou o tempo todo no telefone falando com eles, que continuam em Maceió. Sempre fui muito amiga dos meus pais, acho que isso é o mais importante. Nunca tivemos só uma relação de respeito e hierarquia. Os dois foram as pessoas que mais me apoiaram na carreira. A resistência foi muito mais minha do que deles. Sou muito apegada e sinto uma falta enorme do convívio. Antes eu chorava todos os dias de saudade. Acho que eles se fizeram fortes para não me verem sofrer ainda mais — conta a atriz, que tem três irmãos mais velhos.

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafaela Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Se Rafaela usou o trabalho como forma de driblar a saudade da família, a conquista do papel de Yandara serviu como coração para uma nova fase em sua trajetória. Em menos de um ano estudando teatro em São Paulo, ela foi chamada para o teste de “Terra e paixão” e nem acreditou quando recebeu o resultado positivo para sua primeira novela, que a fez se mudar temporariamente para o Rio.

— É legal mostrar uma garota indígena dos dias atuais que é antenada, tem celular, vai a festas. Essa história de que o indígena só anda nu e só tem cabelo liso é coisa dos colonizadores — analisa a moça, que hoje em dia usa a autoestima elevada como um mantra para viver em paz por todos os caminhos que percorre, seja de bicicleta, a pé ou de VLT.

Rafaela Cocal usou:

Look com luva onça:
Saia
Thaty Rabello
Top George Azevedo
Luva George Azevedo
Brinco Ecool
Bota Cecconello
Pulseira Flávia Amadeu

Look blazer grafitado:
Blazer George Azevedo
Calça George Azevedo
Brincos Masck
Colar planta Flávia Amadeu
Tênis Vizzano

Look Rosa fru-fru
Quimono
Ricardo pinto
Brincos e acessórios Flor de Laranjeiras

Look jeans customizado:
Top Saynalô
Saia Thaty Rabello
Jaqueta Ricardo Pinto
Sandália Farm
Chapéu Sol e Lua
Acessórios Masck
Brincos Nicoleta Adornos

Look top com calça branca:
Top
Saynalô
Calça Saynalô
Brincos Masck
Pulseira Masck
Cordão Flávia Amadeu
Salto Cecconelo

Rafaela Cocal, a Yandara de 'Terra e paixão', em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Rafaela Cocal, a Yandara de ‘Terra e paixão’, em ensaio exclusivo para a Canal Extra — Foto: Gustavo Paixão

Onde encontrar:
Thaty Rabello
@thatyrabello
Ecool @sejaecool
George Azevedo @georgeazevedo.art
Flor de Laranjeiras @flor_delaranjeiras
Ceconello @cecconello_
Masck @masck.br
Vizzano @vizzano_oficial
Saynalô @saynalovers
Riardo Pinto @art.ricardopinto
Farm @adorofarm
Nicoleta Acessórios @nicoleta.adornos
Sol e Lua chapéus @soleluachapeus
Flavia Amadeu @flaviamadeudesign

Créditos:
Texto e produção executiva: Thomaz Rocha
Edição: Camilla Mota
Fotos: Gustavo Paixão @gustavohpaixao
Styling: Rodrigo Barros @rg_barros
Assistente de Moda: Kevin Borges @keviiinborges
Beleza: Daianne Martins @daianneemartins
Estagiária: Giovanna Durães
Agradecimento: Casnovo Assessoria de Imprensa @casnovo e Thais Martinelli

KKKKKKKKK

Eu pensava que era bug de ter copiado o texto mas não, fizeram um shoot no VLT por ser menos poluente

KKKKKKK

Ok…