RECADO DADO: Samantha Schmütz rejeita rótulo de patrulheira e alfineta incomodados

Após provocar famosos que estavam neutros no debate público, Samantha Schmütz rejeitou o rótulo de patrulheira dos artistas. A atriz disse que seu conteúdo foi apenas uma reflexão da atualidade e aproveitou o comentário para alfinetar as pessoas que ficaram incomodadas com o seu posicionamento no ambiente digital.

“Talvez por ter colocado o meu pensamento para todos e ter me revelado, possa ter revelado o outro, mas o meu objetivo era só fazer um questionamento, até para mim mesma. O que estamos fazendo com as nossas redes sociais? Esse questionamento que tive comigo, com as redes e com a minha classe, talvez tenha incomodado. Aí não é comigo, é a pessoa com a análise dela”, pontuou a humorista.

Na entrevista ao programa Manhattan Connection (Cultura) de quarta-feira (30), Samantha foi questionada por Caio Blinder sobre o rótulo de patrulheira. “Acho que não é a palavra, cada um usa a que quiser, mas apenas fiz uma reflexão dos dias atuais, do uso das redes”, respondeu ela.

No bate-papo com Lucas Mendes e Eduardo Mufarej, Samantha defendeu o encontro de um ponto de equilíbrio para o debate entre todos os lados: “Meu trabalho agora é de tentar achar essa linguagem que vai chegar em quem pensa diferente de mim, que a gente possa conversar e chegar em um denominador comum”.

“A minha luta agora não tem relação com partido, o meu questionamento foi muito mais direcionado à classe [artística], em relação à gestão da pandemia, como a gente poderia ajudar com a nossa voz?”, complementou.

“O que você acha mais chocante no [presidente Jair] Bolsonaro: a incompetência, a corrupção ou a boçalidade dele?”, perguntou Mendes. Samantha logo opinou: “Pode escolher as três? A ordem dos fatores não altera o produto”.

Confira a entrevista com Samantha Schmütz:

pior que agora ela vai milimetricamente vigiada e se cometer qualquer deslize vai sofrer mto hate

achei lacre

rainha

Sensata