Record demite Isly Viana, âncora de telejornal local após quase 10 anos na emissora

A TV Guararapes, afiliada da Record em Pernambuco, demitiu na tarde desta segunda (6) a jornalista Isly Viana. Na emissora desde julho de 2012, ela era a apresentadora do principal telejornal regional do canal e tinha passagens por outros programas locais, além de também ter atuado como editora-chefe de jornalísticos da empresa. Nos bastidores, o comentário é de que a demissão é parte inicial de um processo de contenção de custos, que deverá culminar inclusive com a extinção do Jornal Guararapes, exibido no horário nobre — outros cortes aconteceram na equipe dele.

Mesmo com as baixas em sua equipe, o noticioso foi ao ar normalmente na noite de segunda-feira por conta dos compromissos comerciais da emissora, que comercializou a atração até o final de dezembro. Para substituir Isly, a TV Guararapes escalou às pressas o repórter Ciro Guimarães, que deverá permanecer na apresentação até o dia 30. A partir do início de janeiro, a tendência é de que o jornalístico seja extinto e substituído por uma versão maior do Cidade Alerta Pernambuco, seguindo os passos da movimentação já feita pela Record na Bahia e no Rio de Janeiro.

Em suas redes sociais, Isly Viana confirmou que foi demitida pelo canal e considerou a sua passagem pela empresa como “sofrida”. “Eu amo o Jornalismo. Eu amo tudo o que o jornalismo me proporciona. Eu tenho muito orgulho de ser jornalista profissional com diploma. Meu nome e meu sustento sempre vieram de um jornalismo digno, ético e responsável, mas existe vida fora de uma Redação e de um estúdio de TV. Fui desligada hoje da emissora pela qual me dediquei por quase dez anos. Foi massa! Foi desafiador. Foi incrível. Foi sofrido, mas foi bom”, pontuou.

“Infelizmente não vamos mais nos ver na TV nos próximos dias. Não vou ‘adivinhar’ se o seu jantar é cuscuz ou inhame. Não vou te desejar boa noite enquanto você acena de volta pra TV. Não mais na TV Guararapes. Sempre fiz o meu trabalho com muito carinho. Errei, acertei, errei de novo, acertei mais uma vez, tentei, tentei, tentei. Sou gratidão, mas também sou a certeza de que fiz muito. E sempre vou fazer, onde quer que eu vá. Sempre tentando. Sempre aprendendo. Sempre ensinando. Que bom que a caminhada foi cheia de aprendizados. Que bom que, apesar de tantas dores, o jornalismo segue sendo um norte para a boa informação. Não vou desistir dele”, concluiu a jornalista.

A demissão da agora ex-apresentadora do Jornal Guararapes representa a terceira baixa nas emissoras da Record pelo país em apenas três semanas. A onda de saídas dos âncoras de telejornais locais começou em 25 de novembro, quando Matheus Ribeiro se desligou da filial brasiliense da rede para se dedicar a novos projetos pessoais. Em 1º de dezembro, foi a vez da empresa demitir Clayton Pascarelli, que comandava o Balanço Geral Manaus. Ambos conseguiram se recolocar rapidamente, na TV Goiânia e na TV Norte Amazonas, afiliadas da Band e do SBT, respectivamente.

1 curtida