Rede decide por unanimidade iniciar processo de federação com o PSOL e isola Ciro Gomes e PDT

Com a proximidade das eleições 2022, a Executiva Nacional da REDE Sustentabilidade decidiu por unanimidade iniciar oficialmente as tratativas com o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) a fim de formar uma possível Federação de Partidos – uma forma de fortalecer agremiações ideológicas e programáticas -, além de continuar dialogando com outros partidos do campo democrático popular.

“Em 2018, ao final das eleições gerais, tomamos uma decisão corajosa: a de manter a Rede como um organismo vivo, orgânico e de luta pela sustentabilidade, mesmo convivendo com as vedações a que a cláusula de barreira nos submeteria e uma legislação partidária anacrônica. Quatro anos depois, vemos que foi uma deliberação acertada”, diz parte do posicionamento assinado pela Executiva Nacional do partido.

No documento, a diretoria da REDE avalia que coerentes com a história do partido e compreendendo o cenário atual à luz das mudanças eleitorais, este é o melhor posicionamento para que a REDE mantenha viabilidade e amplie sua importante atuação no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e Distrital, nos Governos Estaduais e nos organismos vivos da sociedade brasileira.

“Assim, no atual cenário de normas que regulam o sistema partidário, julgamos que a Federação de Partidos é uma forma de fortalecer agremiações ideológicas e programáticas. No caso da Rede, a escolha correta de uma federação é o caminho para derrotar aqueles que rejeitam a sustentabilidade como alternativa ao modelo predatório e inviável vigente em nosso país.”, diz um trecho do posicionamento.

https://redesustentabilidade.org.br/rede-decide-iniciar-tratativas-com-psol-para-formar-federacao-partidaria/