Sem mais fast-food: Grandes redes de restaurantes preparam aumento de preços

Grandes redes de restaurantes preparam aumento de preços

Associação do setor diz que vem tentando segurar repasse mas estabelecimentos chegaram ao limite

Grandes redes de restaurantes afirmam que vinham tentando segurar o repasse do aumento dos custos para os consumidores, mas chegaram no limite com a inflação da alimentação do setor de food service acima de 13% em 12 meses, segundo a ANR (associação de restaurantes).

A entidade, que reúne empresas como McDonald’s e Burger King, diz que não há como definir um padrão de acréscimo, mas as redes estão tentando repassar um valor abaixo da alta dos insumos.

O Bob’s afirma que está ajustando seus preços de acordo com a inflação e o movimento do mercado. A rede lançou sanduíches de frango com preço abaixo dos lanches de carne bovina. A empresa também tem feito promoções.

A Bloomin’ Brands, dona do Outback, diz que o desafio está grande com o aumento no preço da carne e dos produtos importados. A rede promete reajustes aos clientes abaixo da inflação e diz que, para mitigar as altas, tem feito ações de revisão da operação e negociação com fornecedores.

O problema também atinge os restaurantes de menor porte, que têm mudado os cardápios e repassado os preços aos clientes.

Nas redes Lanchão, Old Dog e X Picanha, que têm 60 lojas em quatro estados, estão programados um ou dois aumentos por ano, mas em 2021 já foram feitos quatro. E um novo repasse está previsto para outubro ou novembro, segundo o dono dos restaurantes, Roger Domingues.

No JapaUm Sushi, a proteína é o principal problema. Neste ano, o salmão passou de R$ 34 para R$ 51,90 o quilo, diz o dono da casa, João Lessa. O aumento no preço da gasolina também preocupa, e já deixou o frete mais caro para os clientes.

No Rancho Colonial Grill, os repasses são feitos gradualmente. De junho até agora, foram de 15%, mas um novo aumento de 10% seria urgente, segundo o proprietário Sérgio de Simone.

parei de comer essas porcarias melhor coisa

horríveis, deveriam ser banidos