Sucesso no SPFW, modelo angolano não gostava de fotos

Natural de Namibe, município de Angola, o belo Mustafar, de 21 anos, se mudou para o Brasil em busca de novas oportunidades. Por aqui, conseguiu começar a tão sonhada faculdade de Arquitetura e acabou se tornando modelo, num desses acasos da vida. Morando em São Paulo, o angolano chamou atenção de um olheiro e em menos de um ano se tornou o queridinho de marcas nacionais e editoriais de moda.

Na última semana, Mustafar — cujo nome de batismo é Bráulio Tchípia — também chamou atenção nas apresentações virtuais do São Paulo Fashion Week, onde debutou compondo o elenco das grifes Modem e Anacê. “Quero mostrar que todos têm a capacidade de conquistar o que sonham, poder inspirar as pessoas a serem melhores, não importa sua origem ou o lugar onde você está”, diz o modelo.

Mustafar veio para o Brasil para cursar Arquitetura

Mustafar veio para o Brasil para cursar Arquitetura Foto: divulgação/ Way Model

Nova aposta da WAY Model, Mustafar passou a ser agenciado por Anderson Baumgartner, mesmo empresário responsável pelas carreiras de Sasha Meneghel e Marlon Teixeira.

Filha de empregada doméstica, modelo brasileira brilha em desfile em Paris ao lado de Kendall Jenner e Bella Hadid

Mais do que uma nova profissão e a oportunidade de uma vida melhor, o trabalho como modelo trouxe efeitos positivos para a autoestima de Mustafar: “Houve uma época em que eu não gostava de aparecer em fotos. Em muitas delas, eu baixava a cabeça ou olhava para o lado, porque não achava os meus traços físicos bonitos. Hoje, eu tenho orgulho de quem eu sou e de como sou. Isso elevou minha autoestima. Foi muito importante para mim, pois com isso comecei a me sentir melhor”, avalia.

1 curtida