TERRA E CAIXÃO: Terra e Paixão vira bangue-bangue: Excesso de crueldade é tiro no alvo ou no pé?

cidade de Nova Primavera virou um faroeste desde que Walcyr Carrasco e Thelma Guedes deram o pontapé na operação para salvar Terra e Paixão. A novela das nove da Globo até reagiu no Ibope diante do “pacote de desgraças”, mas os excessos já renderam críticas --mesmo dentro da Globo, já que Ana Maria Braga reclamou ao vivo do bangue-bangue.

A produção não deu um salto tão grande quanto O Outro Lado do Paraíso (2017) na audiência, mas já elevou a média da faixa em cerca de quatro pontos. Os autores, até aqui, não dão indícios de que vão pisar no freio –já que foram capazes de cortar os do carro de Daniel (Johnny Massaro) para a primeira grande virada da trama.

Caio (Cauã Reymond) também sofreu um acidente ao ser alvo de disparos ao investigar o possível assassinato do irmão. A cena caiu providencialmente em uma quarta-feira , que é o segundo pior dia para o folhetim no Ibope, à frente apenas dos sábados. São os únicos que ainda não tiveram um capítulo acima dos 28 pontos de média.

O trânsito no interior do Mato Grosso do Sul, aliás, é uma questão a ser observada na história. Aline (Barbara Reis) escapou de ser atropelada por Ramiro (Amaury Lorenzo) por um triz, na terceira tentativa de assassinato contra a professora de Matemática em apenas um mês.

De quebra, Petra (Debora Ozório) também vai entrar para as estatísticas negativas do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) nos próximos capítulos. Ela vai atropelar Andrade (Ângelo Antônio) e sumir --pela terceira vez, diga-se de passagem-- da história.

Flerte com perigo
A estratégia de Carrasco e Thelma até aqui foi um tiro certeiro no alvo do Ibope, mas também se mostra um tiro no pé para o público. Ana Maria Braga, por exemplo, não escondeu o seu descontentamento com o excesso de sangue no Mais Você de terça (1º). “Terra e Paixão está virando um thriller [suspense], né? Matam gente todo dia”, disparou ela.

A crítica da apresentadora é válida e deveria acender, se não já acendeu, um alerta vermelho na Globo. A emissora enfrentou uma de suas piores crises no horário nobre justamente com uma dupla de novelas que apostou no “mundo cão” como chamariz –Babilônia (2014) e A Regra do Jogo (2015).

Na época, os telespectadores não pensaram duas vezes em trocar de canal para assistir à “escola bíblica” de Os Dez Mandamentos (2014), na Record; ou a infantojuvenil Chiquititas (2013), no SBT.

Para contra-atacar, a líder de audiência fez uma manobra arriscada ao promover Velho Chico (2015) das seis para as nove. Era uma trama rural, que passava bem longe do tráfico ou da violência urbana abordada pelas suas antecessoras.

https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/novelas/terra-e-paixao-vira-bangue-bangue-excesso-de-crueldade-e-tiro-no-alvo-ou-no-pe-106598

tudo culpa da thelma n

Tá me lembrando Amor de Mãe kkkkkk

Tá total sem controle mesmo. Eu só gosto de bordel e Kelmiro. Mas por ter ação e agro parece que o sofá tá engolindo. Não é um smash que esperavam, mas a repercussão tá boa até.