União é condenada em R$ 50 mil por fala de Weintraub sobre drogas em faculdades

A União foi condenada a pagar R$ 50 mil de indenização por danos morais à sociedade, em razão da fala de Abraham Weintraub. O ex-ministro da Educação disse em entrevista que universidades federais plantam maconha e produzem drogas em laboratório.

A decisão, favorável a ação movida pela UNE (União Nacional dos Estudantes), cabe recurso. A multa, caso seja mantida, será repassada ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, gerido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Weintraub afirmou em entrevista ao site Jornal da Cidade Online que há universidades federais no Brasil com “plantações extensivas de maconha”. Ele não citou os nomes das unidades de ensino que supostamente participam da fabricação da droga, e nem apresentou provas para a acusação.

De acordo com Weintraub, as plantações dentro das universidades são tão grandes que os produtores usam borrifadores de agrotóxicos. O ministro também acusou as universidades federais de boicotarem a agroindústria brasileira defendendo os produtos orgânicos – exceto a maconha.

“Porque [para a comunidade universitária] orgânico é bom contra a soja, para não ter agroindústria no Brasil. Na maconha deles, eles querem tudo o que a tecnologia está à disposição, disse o então ministro.

Além das supostas plantações extensivas de maconha, o ex-chefe da Educação acusou, mais uma vez sem provas, as universidades federais de “coisas piores”: os laboratórios das faculdades de química estariam sendo utilizados para a fabricação de metanfetamina.

https://br.noticias.yahoo.com/uniao-condenada-50-mil-fala-weintraub-drogas-faculdades-174142611.html

O foragido