UOL volta a dizer que William Bonner deixar o Jornal Nacional em 2023 + Cesar Tralli e Heraldo Pereira são cotados pro lugar do jornalista

William Bonner, 58 anos, deixará a apresentação do “Jornal Nacional” em 2023. Porém, não se aposentará nem sairá de vez do jornalístico ou da TV Globo. Após 26 anos, o jornalista seguirá como editor-chefe, atuando nos bastidores, algo que já tem acontecido gradativamente nos últimos dois meses em que comandou a atração menos da metade dos dias, revezando com nomes como Heraldo Pereira, César Tralli e Rodrigo Bocardi.

Esta foi a estratégia adotada pela emissora para, em passos lentos, preparar sem grandes alardes a aposentadoria do profissional, que está na casa desde 1986. Por isso, nos últimos dias, a Globo e o jornalista fizeram questão de dizer em alto e bom som que a saída de Bonner do “Jornal Nacional” não passa, segundo eles, de boatos.

Não é recente o desejo de Bonner de deixar a bancada do “JN”. Ele já havia colocado prazos pessoais e externou alguns com a direção de jornalismo da Globo. O apresentador chegou a cogitar deixar a bancada em abril, foi convencido a permanecer até as eleições - e comandar os debates entre os candidatos à Presidência -, estipulou um novo prazo até o fim de 2022, e agora bateu o martelo que deixará a apresentação em 2023, permanecendo com seu contrato, a princípio até 2025.

Bonner e a direção de jornalismo da Globo temem mudanças no “Jornal Nacional”. Primeiro, por ser o noticiário com mais audiência na TV aberta do país, e segundo porque William Bonner “é o rosto” do programa, e sempre fez questão de ser bastante centralizador. Antes de sair de vez, ele precisa dividir melhor as funções e permitir que novos profissionais comandem também os bastidores.

Procurada por esta coluna de Splash, a Globo encaminhou a reportagem da colunista Cristina Padiglione, em que Bonner classifica notícias sobre a saída dele do “Jornal Nacional” como “boatos” e destacou: “São integralmente falsos os boatos de que William Bonner estaria deixando a Globo em 2023 ou qualquer outra data”. A reportagem usada para a resposta fala sobre a saída da Globo, mas a informação de Splash é a saída apenas da apresentação do JN, seguindo na casa.

https://www.instagram.com/p/CepK1W8sdDN/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading

Quem vai substituir Bonner?

O processo de substituição de Bonner no “Jornal Nacional” vem sendo trabalhado desde 2021, quando o jornalista havia levantado pela primeira vez uma data limite para deixar a bancada. A Globo realiza pesquisas de mercado e com o público para saber nomes que são bem recebidos quando participam, por exemplo, de rodízios de apresentadores aos sábados.

César Tralli foi considerado o principal nome, nas pesquisas, para substituir Bonner. Porém, Heraldo Pereira também vem sendo cogitado para o cargo e tem sido mais testado. Nos últimos três meses, Tralli comandou o “Jornal Nacional” apenas duas vezes, enquanto Heraldo vem aparecendo bastante no programa: foram 19 vezes no período.

Vale destacar também que a presença de Bonner na bancada já vem diminuindo. No último mês, com um problema na voz, Bonner só esteve 12 dias no programa. No mês anterior, foram 11 vezes. Hélter Duarte, Márcio Bonfim e Rodrigo Boccardi também se dividem no rodízio.

Não há pressa na direção de jornalismo da emissora em bater o martelo.

A Globo, conforme já apontado por esta coluna de Splash, tem destacado critérios de diversidade para suas escolhas no jornalismo, e pode levar isso em conta na escolha do novo apresentador.

Não gosto do César, prefiro o Heraldo em relação a ele

O heraldo é muito mecanico, mas de todos o melhor é o tralli mesmo