'Vale O Escrito 2' mostrará outras famílias do jogo do bicho e assassinato de presidente da Portela

As pesquisas para a continuação de “Vale O Escrito” começaram no final de 2023, e a segunda temporada da série criada por Felipe Awi, que também assina roteiro e edição com Ricardo Calil, tem previsão de estrear em 2025.

Com supervisão de Pedro Bial, “Vale o Escrito” mostra o intrincado mundo das famílias que controlam o jogo do bicho no Rio de Janeiro e a relação da contravenção com as escolas de samba do carnaval carioca.

Detalhes da nova leva de episódios ainda são mantidos em segredo, mas o F5 apurou que ela terá como foco outros nomes e sobrenomes ligados a este universo, como os Drumond, que comandam a escola de samba Imperatriz Leopoldinense, e os Calil, os ‘donos’ da Viradouro, campeã do Carnaval do Rio 2024.

Os produtores também pretendem abordar as mortes de Marcos Vieira de Souza, o Falcon. Marido da porta-bandeira Selminha Sorriso, da Beija-Flor, ele era presidente da Portela quando foi assassinado a tiros por dois homens encapuzados no bairro de Madureira, na capital carioca, em 2016.

A execução de Haylton Carlos Gomes Escafura, filho do bicheiro José Caruzzo Escafura, o Piruinha, no ano seguinte, em um hotel da Barra da Tijuca, também será lembrada em detalhes.

Procurado para confirmar a nova temporada da série, o Globoplay enviou o seguinte comunicado: “Como toda obra de muito sucesso é natural que o Globoplay se interesse por uma eventual segunda temporada. Mas, neste caso, ainda estamos avaliando as condições junto aos Estúdios Globo”.

Saudades do papai Falcon