Web Diva Elon Musk solta que odeia ser CEO da Tesla e que a empresa morreria sem ele

A tarefa de presidir a Tesla é algo que Elon Musk odeia. Em 2003 o bilionário, que também é fundador da SpaceX e Neuralink, criou a montadora de carros elétricos em Delaware, nos EUA. Ele é CEO da empresa desde 2008, mas declarou que “gostaria de passar mais tempo no setor de design ou engenharia”. Contudo, Musk admitiu que, sem ele no comando, a Tesla “morreria”.
Elon Musk é conhecido por falas que pegam todos de surpresa. A própria postura do CEO da Tesla em redes sociais como o Twitter, no qual elogia ou fala mal de criptomoedas — provocando flutuação de preços — e compartilha memes é inusitada.

“Francamente, a Tesla morreria”, comenta Musk

O bilionário surpreendeu novamente ao dizer que não gosta de dirigir a companhia: “é muito difícil não ser o CEO da Tesla, mas eu tenho de ser, ou francamente a Tesla morreria [sem ele].”

A fala saiu de um julgamento em que Musk está sendo acusado de superfaturar a fusão de US$ 2,1 bilhão com a SolarCity em 2016, na tentativa de reverter o prejuízo de ambas as empresas. O processo é movido por investidores e fundos de pensão com ações da Tesla.

Carro Elétrico Tesla Model 3 (Foto: Divulgação/Tesla)

O Tesla Model 3 foi uma grande dor de cabeça para a Tesla e para Elon Musk (Foto: Divulgação/Tesla)

A disputa no tribunal já rendeu alguns esclarecimentos, inclusive sobre a postura de Musk como CEO. O fundador da Tesla, quando foi questionado sobre conduta abusiva por advogados, respondeu que apenas dava “feedback claro e sincero” e negou ataques de fúria.

Entretanto, o bilionário disse na oitiva que não achava que a SolarCity estava em apuros financeiros. “Para ter um produto atraente, é necessário ter uma solução de bateria solar muito bem integrada. E nós não conseguiríamos criar um produto integrado se a SolarCity estivesse separada da companhia”, pontuou o CEO da Tesla.

Elon Musk é acusado de manipular compra da SolarCity

O empresário manteve o discurso durante seu depoimento na Corte, que durou 5 horas. Uma das acusações feitas é de que Musk, dono de 22% da Tesla na época, manipulou a compra nos bastidores. É algo difícil de provar, já que a transação não foi aprovada apenas pelo fundador, mas também por outros membros do conselho administrativo da montadora.

Caso o juiz decida que a SolarCity não valia o preço pago pela Tesla, Elon Musk terá de ressarcir o custo da compra aos cofres da empresa.

O julgamento foi adiado por mais de um ano devido à pandemia e deve ser decidido nas próximas duas semanas. Alguns dos acionistas resolveram retirar as queixas por um acordo de US$ 60 milhões.

Ao recordar o período da compra da SolarCity em 2016, Elon Musk disse que esse foi um período “excruciante” para ser CEO da Tesla. “A empresa estava em apuros. Muitas vezes eu achei que tínhamos melhorado, quando na verdade não era o caso”, afirmou Musk.

Os acionistas que estão na empresa desde 2016, contudo, viram a montadora se tornar a fabricante de carros mais valiosa dos EUA e uma das maiores do mundo. Quando comprou a SolarCity, as ações da Tesla valiam US$ 44; nesta quinta-feira, os papéis fecharam na cotação de US$ 641,95.

fonte:

old que o Elon é pilantra… não é atoa que virou bilionário.

Puto gostoso

deixa eu ser

Eu odeio esse homem, mas infelizmente esse trambolho pavoroso me atraí demais

seria a enteada do XÆ-A12?

esse homem deve ser insuportável de passar 3 minutos perto

grimes merece ser canonizada

Tesla falsa emissora zero de carbono