WILLOW PILL: Caótica, drag vira RuPaul de cabeça para baixo e dá nó até em Ana Furtado

Caótica e fora da curva, Willow Pill precisou apenas colocar os pés na 14ª temporada de RuPaul’s Drag Race para furar a bolha do reality e aparecer até na Globo. Com uma performance absurda sobre autocuidado e saúde mental durante a pandemia, a participante não só driblou o cansaço do público com o formato como ainda deu um nó na cabeça de Ana Furtado no É de Casa de sábado (8).

Uma das principais sensações do Emmy nos últimos anos, com dezenas de troféus e vitórias consecutivas de RuPaul Charles como melhor apresentador, a atração enfrenta a desconfiança até dos fãs mais fiéis. Não é para menos, já que oito edições diferentes foram exibidas somente em 2021.

Willow chegou à franquia mais longeva, a dos Estados Unidos, justamente em um dos seus piores momentos. A 13ª temporada havia sido extremamente criticada, e a maior parte de seus episódios figurava entre os dez piores avaliados pelos telespectadores no IMDb.

De cara, a candidata à coroa chamou a atenção por chegar à Werk Room (sala de trabalho, em inglês) vestida como Paris Hilton nos anos 2000. Um detalhe, porém, já dava o tom da galhofa. A palavra angel (anjo, em inglês) grafada na camisa como angle (ângulo, em inglês).

Ela ainda virou o alvo preferido dos comentários ácidos das outras drags, que só pararam de subestimá-las no primeiro desafio. Para o show de talentos, Willow escolheu reproduzir uma rotina de autocuidado que beirava o absurdo ao som de um dos clássicos do new age: Only Time, da Enya.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Ana Furtado em frente ao telão da Nuvem de Palavras do É de Casa com as palavras Sidney Poitier, Willow Pill, David Bowie e NBA em destaque

A artista fingiu preparar um banho de espuma na quarentena, em que ia jogando dentro da banheira elementos que representavam justamente o oposto do saudável. Entre eles, uma taça de vinho que simbolizava o abuso de álcool e um prato de espaguete que aludia a crises de compulsão alimentar.

O auge foi quando Willow pegou uma torradeira para fazer menção a um possível suicídio, e dois pães pularam do aparelho. Ela, em seguida, se jogou na “água” diante do rosto incrédulo dos jurados. “Eu não acredito no que eu estou vendo”, comentou a cantora Lizzo.

O número foi extremamente elogiado por RuPaul. Ele lembrou que esse tipo de humor mórbido é comum entre drags e que a esquete lembrava até mesmo os momentos mais dadaístas de Monty Phyton --a exemplo da infame piada do papagaio, do quiz marxista ou do futebol dos filósofos.

Willow ficou entre as três melhores da semana, ao lado de um número burlesco e de uma dublagem, considerados clichês dentro da franquia. Ela também se tornou queridinha dos fãs, que levaram o seu nome a figurar entre os assuntos mais comentados do Twitter durante todo o final de semana.

A drag até apareceu na nuvem de palavras do É de Casa, obrigando Ana Furtado a dar um chute para tentar adivinhar do que se tratava. A aposta da apresentadora passou bem longe da realidade, informando ao público que Willow Pill era provavelmente um dos filmes indicados ao Globo de Ouro.

Assista à perfomance de Willow Pill em Drag Race: