Xuxa inicia briga após Carla Zambelli ganhar ação e pode ter conta penhorada

Desde que Xuxa Meneghel perdeu uma ação judicial para Carla Zambelli, a história parece nunca chegar ao fim. Além da derrota, a Rainha dos Baixinhos foi acionada pela advogada da deputada para arcar com os honorários fixados no processo. Acontece que nem mesmo esse ponto tem sido simples.

A coluna Fábia Oliveira já havia contado que a advogada que representou Carla Zambelli havia acionado a Justiça para que Xuxa pagasse aproximadamente R$ 30 mil a título de honorários. Agora, descobrimos com exclusividade que a artista não recepcionou o pedido tão bem quanto o esperado e, em junho, apresentou uma impugnação, questionando o pleito apresentado pela magistrada.

Nós vamos explicar! Zambelli era representada judicialmente pela Kufa Sociedade de Advogados. Acontece que a sociedade renunciou os poderes que foram dados a ela pela deputada e um outro advogado entrou no caso.

Com a mudança de peças do jogo, segundo a defesa de Xuxa, não estaria claro se houve, ou não, uma renúncia aos honorários.

Em bom português: foi questionado se a advogada que representou Zambelli poderia ou não cobrar os valores apresentados.

Além desse ponto, Xuxa afirmou que houve o chamado “excesso de execução”. Ou seja, o valor que a advogada pediu não seria o devido. Isso porque o valor de 10% para cobrança não poderia recair no valor atualizado da causa, como foi afirmado na hora da cobrança.

Ou seja, oo escritório estaria, nessa lógica, cobrando da Rainha dos Baixinhos um valor maior do que o devido.

As alegações de Xuxa Meneghel foram rechaçadas pela sociedade de advogados neste mês. A Kufa reafirmou o que havia apresentado e pediu à Justiça que as contas da loira sejam penhoradas por 30 dias em até R$ 39.134,81.

Relembre o caso envolvendo Xuxa e Zambelli

Xuxa levou a pior na ação contra Zambelli e acabou derrotada mesmo após uma série de agravos, apelações e recursos mil, tendo que arcar com o pagamento dos honorários da advogada que representou a deputada. O magistrado do caso decidiu que a Rainha dos Baixinhos deveria pagar 10% do valor da causa, que era de “apenas” R$ 150 mil.

Acontece que a advogada resolveu entrar com “ação de cumprimento de sentença” contra Xuxa. Em bom português: ela tomou as providências para que a rainha pague o que deve. Com tantos recursos e derrotas sucessivas, a situação da loira foi piorando, e os tais 10% tornaram-se 16,1%.

Em março deste ano, a advogada pediu que Xuxa pagasse os R$ 30.748,13 dentro do prazo de 15 dias. Os índices de correção e o tempo que se passou acabaram piorando a situação e fazendo com que as despesas devidas ganhassem maior proporção.

A ação foi aberta por Xuxa em 2020, após ela anunciar o lançamento do livro “Maya: Bebê Arco-Íris”, voltado ao público infantil e de temática LGBTQIA+. Zambelli associou a obra à pedofilia.

“O alvo dessa teia de destruição de valores humanos não é mais você. Essa mira está apontada para a mente das nossas crianças! Sexualizar e instigar inocentes ao sexo pavimenta a pedofilia e a depravação. Não tenha medo. Lute por elas conosco”, escreveu Carla Zambelli na época.

Em 2021, o Tribunal de Justiça de São Paulo já havia negado a ação de reparação de danos morais. Xuxa queria uma indenização no valor de R$ 150 mil.

A Bolsonarista ferverosa não quer deixar isso barato infelizmente

Mulher lixosa e asquerosa

GENTEEEEEEEE DO CÉU, primeiro tópico do Renan que eu conheço os envolvidos.

5 curtidas

porra,chamou a mulher de pedófila e ainda ganhou ação
puta que pariu

1 curtida

Deve ter sido algum bolsonarista julgando né. Associou lgbt a pedofilia

gente? o que a xuxa disse que fez ela perder?