Em votação unânime, Suprema Corte do México declara inconstitucional a criminalização do aborto

Decisão passa a valer como referência para todos os juízes mexicanos.

A Suprema Corte de Justiça do México declarou, em votação unânime, inconstitucional a criminalização do aborto no país. A decisão, adotada nesta terça-feira (7) passa a ser critério obrigatório para todos os juízes mexicanos.

O Supremo tomou a decisão em relação a um caso que questiona a criminalização do aborto no estado de Coahuila, onde se previa pena de até três anos de prisão para quem interrompesse a gravidez voluntariamente.

“Este é um passo histórico para os direitos das mulheres”, disse o ministro do tribunal Luis Maria Aguilar.

A ministra Ana Margarita Ríos Farjat destacou em seu discurso que a Constituição Federal não proíbe o aborto e que sua punição significa uma sanção contra o exercício de direitos como dignidade humana, autonomia, livre desenvolvimento da personalidade, igualdade jurídica, saúde e liberdade reprodutiva .

“À luz da Constituição, que não proíbe o aborto, o Estado pode puni-lo? Ao puni-lo, sanciona uma conduta enraizada em uma série de direitos possuídos por mulheres e por pessoas com capacidade de gerar filhos e que participam da decisão de abortar, como o direito à dignidade humana, à autonomia e ao livre desenvolvimento de a personalidade., à igualdade jurídica, à saúde e à liberdade reprodutiva. Em outras palavras, sancionar a interrupção voluntária da gravidez implica um limite a todos esses direitos humanos ”, disse ele.

“A grávida é criminalizada, sem estar definido constitucionalmente se a vida está invariavelmente protegida desde a concepção e qual é o tratamento do embrião no mundo jurídico”, acrescentou.

3 curtidas

Dulce Maria socada

1 curtida

O cuzil sonha

Nem o stf tem coragem de peitar os crentes

O México com maconha recreativa e aborto legalizados nem parece que conseguem ser mais conservadores que a gente

1 curtida

Enquanto isso no Cusil nem sonhando pautariam algo do tipo

Os evangelicos ja tinham uma bancada considerável antes desse governo de merda, agora estão mais fortes que nunca

Olha que o México é mais machista que o Brasil

Que notícia maravilhosa. Uma grande vitória para as mulheres mexicanas, que finalmente terão seus direitos humanos respeitados.

Mulheres não são incubadoras do Estado e devem dispor livremente dos seus corpos. A única vida afetada com a criminalização do aborto é a da mulher, que muitas vezes precisa recorrer a formas clandestinas de realizar o procedimento e acabam morrendo.

Até o 3º mês de gestação não há sistema nervoso formado, por conseguinte não existe consciência, portanto não há de se falar em personalidade jurídica - elemento fundamental para ser pessoa e consequentemente sujeito de direito. Feto não é bebê! Feto não é criança!

Pela liberdade de escolha! Corpo das mulheres, regras delas! Viva os direitos humanos das mulheres!

1 curtida

E que pisão no Brasil, que infelizmente é dominado por religiosos metidos a legisladores e que amam impor suas crenças ao resto da população.

Tirem seus rosários dos úteros da mulheres!!

1 curtida

O próximo presidente de extrema direita vem aí. A população nunca vai ser a favor disso kkk.
Vão ter que aguentar merda de governo ultraliberal na economia por causa disso

O México é um lugar tão peculiar quanto o Brasil

foram 70 anos de governo de direita

vem aí mais 70

Foi uma decisão da suprema corte do país, não tem a ver com o governo atual, que é de extrema-esquerda e nada democrático - Obrador é uma espécie de Maduro mexicano, um lixo!

Mas é aí que entra um governo de direita com papo de derrubar o STF, a mesma coisa daqui, só que aqui o bolsonaro quer blindar a familia dele com discurso de ‘‘conservador’’.

Eu acho o méxico parecidíssimo com o brasil no sentido do povo.