Muito além de Lovin' You: conheça a história trágica de Minnie Riperton

Cantora imortalizada pelo single Lovin’ You, teve uma vida curta, recebendo diagnóstico médico de apenas 6 meses de vida, após a descoberta de avançado câncer de mama aos 28 anos.

Minnie, que tinha participado de álbuns grupos musicais de R&B/Soul, já havia desistido da carreira musical, e se dedicava completamente a vida de dona de casa, quando uma fita demo caiu nas mãos de agentes da Epic Records, e deu início a sua carreira solo de sucesso. Seu esposo, o músico Richard Rodolph e Steve Wonder foram produtores do seu 1º álbum, COME TO MY GARDEN (1970)

Apesar de chamar atenção da crítica pela voz angelical e técnica apurada da Minnie, o álbum não foi um grande sucesso, o que só viria no segundo álbum, o aclamado PERFECT ANGEL (1974), que teve 4 singles, e o primeiro número 1 na Billboard, Lovin’ You.

Lovin’ You, a música de maior sucesso da Minnie nem seria single, já que a gravadora não colocava muita fé numa música com aquelas características fazendo sucesso. O álbum já tinha hitado os 3 primeiros singles, quando a Minnie exigiu Lovin’ You como o 4º single do álbum. A música era uma canção de ninar que a Minnie cantava para sua filhinha Maya, antes de dormir.

Perfect Angel é o trabalho mais importante e maduro da carreira da Minnie, além do maior sucesso comercial.

DISCOGRAFIA

Após o Perfect Angel, ela ainda lançou o Adventures in paradise (1975), Stay in Love (1977) e seu último álbum em vida, o Minnie (1979), lançado 2 meses antes de sua morte.

Para a capa do álbum AIP (1975) tiverem a ideia de colocarem um leão, que veio a atacar a Minnie na sessão de fotos. Mas felizmente nada de muito grave aconteceu. Ela sofreu alguns arranhões.

FALECIMENTO

Ela já havia recebido o diagnóstico do câncer, mas teimava em se entregar. O diagnóstico de 6 meses, viraram longos 3 anos de dores e muito tratamento doloroso. A Minnie chegou a ter paralisia total de um dos braços por conta do câncer, e mesmo assim se apresentava em programas e fazia shows. O falecimento da cantora foi em Julho de 1989, com apenas 31 anos de vida.

Riperton com sua família: o marido produtor musical Richard Rudolph e seus filhos Marc e Maya.

LEGADO

Após sua morte, o álbum póstumo Love Is Forever, foi lançado em 1980 com trechos gravados da Riperton e vocais adicionais de artistas como Michael Jackson, Stevie Wonder, Roberta Flack, George Benson e produção do Quincy Jones. O estilo da Minnie, que tinha formação clássica em ópera, influenciou várias cantoras, com seus melismas e agudos apurados, além da dicção perfeita, valorizando cada palavra e sentimento.

@BlackBC

Se vc quer valorizar tópicos informativos que contam um pouquinho da história da música negra, e me incentivar a fazer mais tópicos assim, ajude dando moral nos tópicos antigos que eu fiz:

O surgimento do Rap (Parte I)

A representação negra na musica country

8 curtidas

ai, vi esses dias no tiktok… ela realmente teve uma vida judiada

1 curtida

mas a arte sobreviveu ao tempo
as musicas soam elegantes e de certa forma bem polidas pra 2023

6 curtidas

Les Fleurs é a mãe de Remember Where You Are

3 curtidas

A Mariah ama o trabalho dela né? Já vi algo assim

5 curtidas

Conheci Les Fleurs por causa do filme US que letra e melodia incríveis.

1 curtida

É uma das influências da Mariah

1 curtida

Os falsetes e agudos que a Mariah faz foi por influência da Minnie.

3 curtidas

É uma música com uma produção muito complexa, a música vai pra vários lugares em pouco mais de 3min.

1 curtida

converteria ela pra heterossexualidade?

essa sofreu
lovin you muito hino
esses dias fiquei afim de conhecer a carreira dela, mas preguicinha

A Maya é uma atriz mega requisitada em comédia.

2 curtidas

jamais

o Memoirs é referencia direta a ela, nao apenas a sonoridade mas o titulo, ja que a Minnie tem um album chamado Perfect Angel

2 curtidas

Vou ouvir o debut. Amei os nomes das faixas e parece ter uma produção megra

2 curtidas

os dois primeiros álbuns dela são tipo assim, perfeição sonora demais

a Maya hoje é em dia é ninguém menos que MAYA RUDOLPH, atriz de comédia que fez carreira primeiramente no SNL e hoje atua em vários filmes e séries cômicos, e é casada com PAUL THOMAS ANDERSON, um dos maiores cineastas em atividade e com quem tem 4 filhos

6 curtidas

Ela inclusive tem dois Emmys

imagina você ser neto de MINNIE RIPERTON, filho de MAYA RUDOLPH e PTA

1 curtida